A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
19 de Novembro de 2017
Anuncie Aqui
8504
Policial

Governo faz nova proposta e cabos e soldados decidem hoje se mantém aquartelamento

Devido ao movimento, a Assembleia Legislativa retirou de pauta as tabelas de reajuste da Polícia Civil e dos cabos e soldados da Polícia Militar e dos Bombeiros Militares

22 MAI 2013 - 07h15min
redação
O Governo do Estado fez nova proposta aos cabos e soldados da Polícia Militar. Para informar o conteúdo do novo acordo e colocar em votação, a ACS (Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar de Mato Grosso do Sul) faz nova assembleia extraordinária na Fetems (Federação dos Profissionais em Educação de Mato Grosso do Sul) no início da tarde desta terça-feira, às 9h.
 
Ontem, os policiais iniciaram oficialmente o aquartelamento. Cabos e soldados que assumiriam serviço na manhã da terça-feira (21) foram para o Comando Geral da PM e, de lá, partiram rumo a Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, onde conseguiram barrar a votação do projeto do Executivo com os novos vencimentos da corporação.
 
Devido à movimentação e aos protestos dos policiais, os oficiais tiveram que assumir as viaturas para manterem o serviço de rondas ostensivas em Campo Grande. Em Aquidauana, os policiais militares não se deslocaram às ruas para patrulhamento preventivo. Mais de 100 PMs permaneceram aquartelados no 7º BPM. A informação da ACS é de que 90% das cidades do estado aderiram ao movimento.
 
Sem revelar a identidade, policiais afirmam que o movimento está forte e que há tensão. Segundo eles, alguns praças tiveram ordem de prisão decretada. O presidente da ACS, Edmar Soares da Silva, afirmou que, caso algum praça da Policia Militar sofra represálias por parte de algum oficial durante o regime de aquartelamento, ?todo o interior será convocado para aquartelar na Capital?. 
 
?Todo o corpo jurídico da entidade está a disposição dos militares, sócios e não-sócios. Se algum praça for preso ou sofrer alguma represália por aderir ao aquartelamento, todo o interior será convocado para aquartelar na Capital?, garantiu, durante conversa com militares na Assembleia Legislativa.
 
A Assembleia Legislativa retirou de pauta as tabelas de reajuste da Polícia Civil e dos cabos e soldados da Polícia Militar e dos Bombeiros Militares. Não há prazo definido para o projeto voltar à votação.
 

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Homem é preso por arrastar mulher no asfalto

2
Policial

Homem não identificado é encontrado carbonizado dentro de carro

3
Policial

Homem é assassinado com tiro na cabeça enquanto discutia com a ex

4
Policial

Homem é encontrado morto na cama de casa após festa

Vídeos

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Fiações rompidas são recuperadas e motoristas ‘fora do padrão’ podem ser responsabilizados

Moradores de Anastácio flagram óleo descendo para Rio Aquidauana

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
6,45m
Miranda
6,08m
Paraguai
1,72m

Colunas e Blogs

Manoel Afonso

Falta honra, sobra esperteza.

Robinson L Araújo

ME CONHECE COMO NINGUÉM

Valdemir Gomes

Hoje...

Ver Mais Colunas
498110551