A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
23 de Setembro de 2017
Anuncie Aqui
8504
Policial

Homem que chamou policial para a briga é condenado a mais de um ano de prisão por desacato

9 NOV 2016 - 16h35min
TJ-MS
Os desembargadores da 3ª Câmara Criminal decidiram, por unanimidade, negar provimento a recurso interposto por A.J.S. contra sentença que o condenou a um ano e um mês de reclusão, em regime semiaberto, por resistência e desacato a autoridades.
 
De acordo com a denúncia, no dia 18 de agosto de 2012, A.J.S. e R.A.M.S. teriam se recusado a obedecer ordens dos Policiais Militares que atendiam a uma ocorrência de acidente de trânsito. Os dois homens foram convidados a se retirar do local por estarem atrapalhando a ação dos socorristas, pois permaneciam tirando fotos do acidentado que estava caído. 
 
Quando foram aconselhados a se retirar pela última vez, começaram a ameaçar os policiais dizendo que "o policial não aguentaria nem cinco minutos de briga com eles", que "iriam surrar o policial" e que "já mataram gente em Dourados e encaravam qualquer um", provocando risos e indignação nos presentes. 
 
Diante destes fatos, os dois forma detidos, mas A.J.S. ainda resistiu à prisão e começou a lutar com os policiais, sendo necessário o uso de força e de algemas para imobilizá-lo.
 
O Ministério Publico opinou não provimento ao recurso, visto que não foi encontrada qualquer ilegalidade ou injustiça na sentença proferida em primeiro grau. 
 
O relator do processo, Des. Dorival Moreira dos Santos, considerou que as provas testemunhais produzidas nos autos demonstram que o apelante efetivamente estava atrapalhando o atendimento do Corpo de Bombeiros a uma vítima de trânsito e quando foi ordenado pelos policiais (funcionários públicos) que se afastassem do local, desobedeceram à ordem legal, configurando o crime de desobediência.
 
"Com efeito, os réus não obedeceram à ordem dos policiais que necessitavam atender a vítima do acidente de trânsito e, assim, permaneceram próximos ao trabalho dos agentes públicos de forma que dificultaram a ação de socorro e de ordem no local dos trabalhos. Não fosse suficiente, desacataram os policiais que atendiam a ocorrência em verdadeiro desrespeito ao trabalho realizado. E o réu A.J.S. resistiu à ordem de prisão. Posto isso, nego provimento ao recurso".

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Ponte Velha passa a fazer jus ao nome e vira desafio para quem passa a pé ou de moto

2
Anastácio

Van é flagrada trafegando a 152Km/h por radar da PRF em Anastácio

3
Geral

MS inaugura primeiro frigorífico legal de jacaré

4
Aquidauana

Casa do Trabalhador de Aquidauana oferece uma vaga de emprego para hoje

Vídeos

Ponte Velha passa a fazer jus ao nome e vira desafio para quem passa a pé ou de moto

Acidente na BR 262 próximo ao trevo de Dois Irmãos do Buriti

Entrevista Comandante Tito Lívio - Aeroclube de Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,38m
Miranda
2,10m
Paraguai
3,39m

Colunas e Blogs

Pedro Puttini Mendes

Reflexos da Reforma Trabalhista no Meio Rural

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

DEPOIS.....

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: E AGORA, ARNALDO?

Ver Mais Colunas
498110653