A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
23 de outubro de 2018
Anuncie Aqui
8498
Policial

Morre traficante de Ponta Porã que estava em avião abatido na Bolívia

22 AGO 2007 - 13h32min
midia max news

O traficante brasileiro Roque Irala Brites Júnior, 29 anos, morador na cidade de Ponta Porã (MS) e que era co-piloto do avião que foi abatido na Bolívia com 124 quilos de cocaína, não resistiu aos ferimentos e morreu no início da noite de ontem no Hospital San Juan de Dios, em Santa Cruz da La Sierra. Agora, a Polícia anti-drogas da Bolívia está atrás do terceiro ocupante da aeronave que conseguiu fugir logo após a queda.


O corpo do piloto que morreu queimado será enterrado hoje em uma vala comum em Santa Cruz de La Sierra, já que até agora não foi reconhecido, entretanto, segundo informações dos agentes bolivianos, é possível que ele também seja de nacionalidade brasileira.


O monomotor, que foi abatido a tiros pela força de combate ao tráfico da Bolívia na segunda-feira, carregava pelo menos 124 quilos de cocaína e era tripulado por três pessoas. A operação aconteceu no distrito de Santa Cruz, região em que os traficantes costumam usar qualquer clareira ou planície como pista de aterrissagem.


O piloto morreu carbonizado e o co-piloto sofreu queimaduras de segundo grau em 75% do corpo. Presumia-se que os tripulantes fossem brasileiros que moravam no Paraguai. Os cúmplices deles teriam fugido com a chegada da Polícia. Foi a primeira vez em pelo menos 20 anos que as autoridades bolivianas registram o abate de um avião carregado de cocaína.


O promotor de Justiça Joadel Bravo disse que o incidente aconteceu em uma pista improvisada em meio a uma plantação de soja, a cerca de 70 quilômetros da cidade de Santa Cruz. "A aeronave aterrissou, foi carregada com cocaína e combustível e se preparava para decolar, quando, nesse momento, os agentes da FELCN (força antidrogas) se identificaram, os traficantes atiraram neles e começou a troca de tiros", disse.


Segundo ele, o Cessna decolou no meio do confronto, mas foi abatido em seguida pelos policiais. Imagens da TV mostraram os restos do avião, que tinha bandeira paraguaia. Segundo várias denúncias da embaixada dos Estados Unidos em La Paz, a produção de cocaína aumentou desde que Evo Morales assumiu a Presidência da Bolívia, em janeiro de 2006.


O governo boliviano nega e afirma que está implementando um programa eficaz de redução do cultivo da folha de coca, em colaboração com os sindicatos de cocaleiros, liderados pelo próprio Morales. A Bolívia é considerado o terceiro maior produtor de coca e cocaína do mundo, depois de Colômbia e Peru.

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Vítima de câncer, professora Vânia faleceu na madrugada desta segunda-feira

2
Policial

Casal de moto morre em acidente na BR-267

3
Aquidauana

Rapaz é preso em flagrante após furtar caixa térmica em loja de pesca e turismo

4
Policial

Demitido de boate, homem é preso após ameaçar ex-patrão em Águas do Miranda

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
2,77m
Miranda
6,38m
Aquidauana
2,59m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

A...

Robinson L Araujo

INDEPENDENTE DA SITUAÇÃO VIVIDA, ELE NOS ABRAÇOU!

Chico Castro

E AGORA JOSÉ?

Ver Mais Colunas
498110739
SERIEMA1260