A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
23 de Outubro de 2017
Anuncie Aqui
8494
Policial

Musicista de Campo Grande é morta com marteladas na cabeça

Mayara Amaral, 27anos, foi atraída para um motel e morta por outro músico e seu comparsa

27 JUL 2017 - 08h29min
Redação

Os acusados de assassinar a musicista de Campo Grande Mayara Amaral, de 27 anos, a marteladas, em motel da Capital, foram identificados pela Polícia Civil. Eles planejaram roubar a jovem em motel da cidade. São dois os autores do crime, Luis Alberto Bastos Barbosa, 29 anos, e Ronaldo da Silva Olnedo, 30 anos. Anderson Pereira, de 31 anos, ajudou a ocultar o cadáver e dividiu os pertences da vítima com os outros dois criminosos, divulgou o Portal Correio do Estado. 

De acordo com informações da Polícia Civil, Mayara foi até o motel com Luis e Olnedo, onde o segundo estava escondido no porta-malas do carro da jovem.  Ainda dentro do motel, os dois criminosos mataram a jovem com marteladas na cabeça, quebrando o crânio da vítima com os golpes. Depois de morta, Luis, Ronaldo e Anderson a jogaram na região da Capital conhecida como “Inferninho”. 

A intenção dos assassinos era de roubar o carro, notebook, celular e dinheiro de Mayara. Luis Alberto é músico também e tocava na noite, como a vítima. Anderson participou apenas da ocultação do corpo de Mayara. De acordo com a Polícia Civil, Anderson e Ronaldo têm várias passagens pela polícia. Mayara foi encontrada morta na terça-feira (25) com o corpo queimado em área de vegetação na estrada que leva ao Inferninho. A vítima estava seminua e corpo estava parcialmente queimado. 

Segundo a Polícia Civil, peritos identificaram que o fogo foi colocado na vegetação e atingiu o corpo da mulher que estava na mata, mas, a princípio, não há indícios de que fogo tenha sido ateado com intenção de queimar o corpo.

Desapareciemento

Na madrugada de quarta-feira (26), mãe de Mayara procurou a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do bairro Piratininga, para registrar o desaparecimento da filha. Conforme boletim de ocorrência, mulher disse que por volta das 23h recebeu mensagem enviada pelo celular da vítima, onde Mayara afirmava que brigou com o namorado e ele lhe ameaçou de morte.

Sem conseguir contato com a filha, mãe se dirigiu até a casa onde ela morava, não a encontrou e foi informada por amigos que a jovem estava desaparecida desde o dia 24 de julho. Por conta da situação, ela foi até a polícia, onde boletim de ocorrência foi registrado como ameaça e desaparecimento de pessoa. Mais tarde, polícia identificou que Mayara era a mulher que foi encontrada morta na noite de terça-feira (25).

Polícia afirma que mensagem supostamente enviada pela vítima foi na verdade encaminhada por outra pessoa, que se fez passar pela musicista, já que o corpo já havia sido encontrado quando o texto foi enviado. Dessa forma, será investigado se a jovem de fato sofria ameaças ou se suspeito tentou despistar a polícia, apontando para o namorado como possível autor do crime.

Veja também

Mais Lidas

1
Anastácio

Dois idosos morrem neste domingo em casa e fazenda de Aquidauana

2
Anastácio

Morador de rua é encontrado morto em Anastácio

3
Policial

Jovem é detido após se recusar a pagar conta de bar e quebrar garrafas

4
Aquidauana

Fazendeiro de Aquidauana está na 'nova lista suja do trabalho escravo'

Vídeos

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Fiações rompidas são recuperadas e motoristas ‘fora do padrão’ podem ser responsabilizados

Moradores de Anastácio flagram óleo descendo para Rio Aquidauana

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
4,69m
Miranda
3,67m
Paraguai
2,12m

Colunas e Blogs

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: SER PROFESSOR

Valdemir Gomes

Ser...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

“NATUREZA TRANSFORMANDO PESSOAS”

Ver Mais Colunas
498110611