A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
21 de Agosto de 2017
Anuncie Aqui
8459
Policial

Polícia diz que áudios apontaram participação de 3º filho de caseiro

Homem também levaria objetos da casa; suspeito está foragido da Justiça

7 AGO 2017 - 13h54min
G1

Áudios nos celulares dos suspeitos da morte do ex-vereador de Campo Grande Cristóvão Silveira e da esposa dele, Fátima Silveira, apontam a participação de um terceiro filho do caseiro Rivelino Magelo, de 45 anos. Segundo o delegado Fabio Peró, responsável pelas investigações, em uma das conversas com o pai ele disse: “Pode tacar fogo”.

Além disso, o delegado ressaltou que o suspeito, atualmente foragido, também ficou responsável por retirar os objetos da casa das vítimas. “Foi constatada a participação do outro filho e ele está sendo procurado”, falou Peró.

Nesta semana, a polícia também teve acesso a um laudo necroscópico. “Os exames apontam uma pequena escoriação e a tipificação criminal mudou de estupro para vilipêndio ao cadáver. Faltam outros exames para serem finalizados e as buscas continuam”, comentou o delegado.

Denúncia no MP

Quatro suspeitos do crime foram denunciados pelo Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MP-MS), conforme divulgado no dia 4 de agosto. O caseiro da chácara das vítimas, Rivelino Magelo, dois filhos dele, Rogério Nunes Magelo e Alberto Rivelino Nunes Magelo, alegaram motivação de vingança para o crime.

Rivaldo e Diogo André dos Santos Almeida, outros dois suspeitos fugiram para a fronteira com a Bolívia com a caminhonete das vítimas e Diogo morreu em troca de tiros com a polícia. O outro suspeito, Rivaldo Nunes Magelo está foragido e teve a prisão preventiva decretada pela Justiça, segundo o MP-MS.

Conforme o MP-MS, o promotor de Justiça Clóvis Amauri Smaniotto, titular da 17ª Promotoria de Justiça, ajuizou a ação penal na quarta-feira (2) e enviou ao juiz da 4ª Vara Criminal de Campo Grande.

Segundo o MP, o caseiro Rivelino é acusado de latrocínio, vilipêndio a cadáver e destruição parcial de cadáver; Rogério é acusado de latrocínio; Rivaldo é acusado de latrocínio e destruição parcial de cadáver e Alberto é acusado de receptação e favorecimento pessoal. Dos quatro, apenas Rivaldo não foi localizado pela polícia durante as investigações.

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Jovem é assassinado com ao menos dois tiros em assentamento rural

2
Policial

Funcionários e empregada da família participaram do sequestro de garoto

3
Policial

Dois corpos são encontrados dentro de Corolla em rodovia na fronteira

4
Brasil

Termina segunda prazo para quem recebe auxílio-doença agendar perícia

Vídeos

Indígenas fecham BR-262, acesso a Taunay

3º Desafio Mountain Bike - Piraputanga MS

18 Festival de Inverno de Bonito

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
3,30m
Miranda
2,12m
Paraguai
4,24m

Colunas e Blogs

Raquel Anderson

Convexos

Valdemir Gomes

Fundo...

Pedro Puttini Mendes

Imposto Territorial Rural de 2017: muda o ano, os probl...

Ver Mais Colunas
481710516