A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
18 de Novembro de 2017
Anuncie Aqui
8504
Segurança

Presídio semiaberto de Corumbá é considerado o pior do Estado

Na unidade os presos são alojados em 11 celas, sendo uma média de 16,8 presos por celas

6 SET 2017 - 14h50min
Da Redação

O presidente do Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciário (Sinsap), André Luiz Santiago, encaminhou ao juiz da Vara de Execução Penal da Comarca de Corumbá, André Luiz Monteiro, ofício sobre a situação precária das unidades do município de Corumbá. 

 O Sinsap apresentou ainda um diagnóstico sobre as Unidades, principalmente do Semiaberto. O documento demonstrou que o estabelecimento penal não possui as mínimas condições de realizar a custódia de presos, que além da superlotação o local não apresenta nenhuma estrutura que garanta segurança. Na Unidade os presos são alojados em 11 celas, sendo uma média de 16,8 presos por celas.  

Ou seja, a Unidade Penal opera com um quantitativo de presos 2,31 vezes superior a ideal. A falta de servidores também é algo extremamente preocupante. A análise dos dados atuais revela que a Unidade Penal opera de forma caótica, com um quantitativo de servidores muito aquém das nossas necessidades. Apesar da patente deficiência em sua estrutura física e da persistência dos graves problemas verificados ao longo dos últimos anos, o Estado não tomou medidas efetivas com vistas a solucioná-los. 

 “O presídio de Corumbá não tem condições nenhuma de conter os detentos. A sociedade cobra um trabalho de excelência dos servidores, entretanto o estado não dá as mínimas condições para que isso aconteça, falta servidor e as unidades não apresentam estrutura e equipamentos de segurança necessários. Por isso o Estabelecimento de Corumba está sendo considerado o pior do estado. E mesmo assim o governo não toma nenhum posicionamento para solucionar este problema”, destaca Santiago.

O juiz elogiou o trabalho do Sindicato e ao receber a documentação informou que apensará tal documentação no processo de interdição e encaminhará para Corregedoria da Vara de Execuções Penais. E solicitou que o Sindicato encaminhe a resposta do governo em relação a solicitação das informações da aplicação dos recursos federais liberados para o MS.  

Desde o início de sua gestão o Sinsap tem demonstrado preocupação com a realidade caótica do Sistema. Em 2015, encaminhou ao Ministério Público Estadual um panorama das precárias condições do Sistema Penitenciário do nosso Estado, no qual destacou, entre outras coisas, a superlotação, o reduzido número de servidores, problemas estruturais, ausência de investimentos em construções de novas Unidades Penais e condições inadequadas de trabalho e segurança para os servidores penitenciários.

Dentre as Unidades Penais visitadas, o Estabelecimento Penal de Regime Semiaberto, Aberto e Assistência ao Albergado de Corumbá destacava-se já que além da superlotação, também apresenta uma estrutura física muito precária, incompatível para abrigar presos, uma vez que funcionava em um prédio improvisado, construído para outra finalidade.

 O sindicato ressaltou ainda que por não ter as características físicas específicas de uma Unidade Penal, os servidores penitenciários têm muitas dificuldades para garantir a ordem e a segurança, bem como para assegurar tratamento penal, conforme preconiza a Lei de Execução Penal. E até agora o Estado ainda não produziu ações efetivas, com vistas a solucionar os graves problemas que continuam a atingir a mencionada Unidade Penal.

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

'Gordinho da moto preta' que aterrorizava Aquidauana e Anastácio disse que 'roubava por prazer'

2
Policial

Homem procura Polícia Civil para 'denunciar' conversa de esposa com desconhecido no WhatsApp

3
Policial

Após investigação policial, mulher é presa por tráfico de drogas no Cristo Rei

4
Aquidauana

Casa do Trabalhador de Aquidauana oferece 6 vagas de emprego nesta sexta-feira

Vídeos

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Fiações rompidas são recuperadas e motoristas ‘fora do padrão’ podem ser responsabilizados

Moradores de Anastácio flagram óleo descendo para Rio Aquidauana

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
6,45m
Miranda
6,08m
Paraguai
1,72m

Colunas e Blogs

Robinson L Araújo

DEPRESSÃO NÃO É FRESCURA.

Rosildo Barcellos

Andar por Andar !

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: AFINAL, PARA QUE SERVE UM PÓS-D...

Ver Mais Colunas
498110676