A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
18 de janeiro de 2019
Anuncie Aqui
8486
Policial

Suspeito confessa a morte de irmãos na Cantareira

28 SET 2007 - 07h51min
terra

O homem suspeito de matar os irmãos Francisco Ferreira Oliveira Neto, 15 anos, e Josenildo José Oliveira, 12 anos, no último dia 22, na Serra da Cantareira, confessou o crime. Segundo o delegado Carlos de Toledo, diretor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil de São Paulo, o caso está resolvido e não há dúvida sobre a responsabilidade de Ademir Oliveira do Rosário, 36 anos. O inquérito, porém, não está encerrado, já que a polícia investiga se houve participação de outra pessoa no crime.


A polícia afirma que Rosário confessou o assassinato dos irmãos e o ataque aos outros três meninos, que conseguiram escapar e ajudaram a polícia a desvendar o crime. "A chance de haver outra pessoa envolvida no caso específico do assassinato dos irmãos é muito remota", afirmou a delegada Cintia Tucunduva. Porém, segundo Toledo, a hipótese ainda não pode ser descartada.


Cintia disse que, em depoimento, Rosário afirmou ter abordado os dois irmãos em uma trilha da Serra da Cantareira e os levado para dentro da mata. Após amarrar os meninos, ele teria levado o mais velho para um local mais afastado. "Rosário disse que estava tendo visões, de leões em volta dele. O menino contestou e ele começa a desferir as facadas. O garoto tombou e ele desferiu mais facadas", disse a delegada.


Depois, ele teria voltado ao local onde estava o outro garoto e dito novamente que havia animais o perseguindo. "O menino também respondeu que não tinha nada, e ele (Rosário) desferiu golpes na região do rosto, no peito e no abdômen. Com o menino já caído, ele consumou a violência sexual", afirmou Cintia.


Conforme a delegada, Rosário estava detido no presídio de Franco da Rocha desde setembro de 2006 e conseguiu a autorização para sair aos fins de semana em 25 de novembro do mesmo ano. De acordo com o delegado Francisco Ielo, que também trabalhou no caso, Rosário foi acusado de atentado violento ao pudor em 1998, mas foi considerado inimputável e cumpria medida de segurança, informou.


O celular apreendido com o acusado tem uma foto de um adulto sentado em uma pedra no meio da mata, supostamente usada como um mirante para ver a aproximação de pessoas ao local, e fotos de dois adolescentes, que ainda não foram identificados. O aparelho foi encaminhado para a perícia.


De acordo com o delegado Carlos de Toledo, a investigação mobilizou seis delegados de polícia e 30 agentes do Departamento de Homicídios.

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

“Não me mata, porque eu tenho filhos”, disse merendeira

2
Aquidauana

Capataz planejou furto de 14 cabeças de gado de fazenda em Aquidauana

3
Policial

Polícia Civil apresenta “Palhaço Sabiá” nesta quarta-feira

4
Aquidauana

Abandonado na estação há quase 50 anos, mecânico ainda não sabe o paradeiro dos pais

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
2,52m
Miranda
5,26m
Aquidauana
2,66m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Não...

Robinson L Araujo

NÃO DESISTA!

Raquel Anderson

"Num tempo da delicadeza!"

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Médicos

Ary Prieto F cruz - Clinico Geral

Hospital Funrural, - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-4123
Bares/Panificadoras/Lanchonetes

Pastelaria Mineira

Rua Augusto Mascarenhas, 543 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-1613
Telefones Úteis

Procon- Casa da Cidadania

Praça Afonso Pena, - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 5650
Ver Mais
497810585