A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
21 de maio de 2019
Anuncie Aqui
9084
MPF

Após trânsito em julgado, MPF requer cumprimento de sentenças aplicadas a ex-prefeitos e ex-secretários de Dourados (MS)

Entre as penalidades, está prevista a suspensão de direitos políticos. Sanção deve levar à perda do mandato do vereador Braz Mello

12 JUN 2018 - 18h11min
MPFMS

O Ministério Público Federal (MPF) em Dourados (MS) manifestou-se pelo início do cumprimento de sentenças relativas à condenação de dois ex-prefeitos do município - Humberto Teixeira e Antônio Braz Genelhu Mello - e seus dois ex-secretários municipais de saúde - Luiz Antônio Maksoud Bussuan e Eduardo Otávio Teixeira Marcondes - por atos de improbidade administrativa.

A condenação se refere ao uso indevido de verbas públicas na execução do Convênio 180/1995, firmado entre o Fundo Nacional de Saúde e o município de Dourados, para repasse de R$ 271,2 mil à prefeitura para execução do Programa de Atendimento aos Desnutridos e às Gestantes de Risco Nutricional, durante o período de novembro de 1995 a agosto de 1996. Devido ao esgotamento dos recursos, a sentença é definitiva e a ação transitou em julgado.

Com base nos artigos 9º e 10º da Lei nº 8.429/92, cabe a Humberto e Luiz Antônio a perda dos valores ilicitamente acrescidos ao patrimônio (R$ 171 mil cada) e o ressarcimento do prejuízo causado ao erário no valor de R$ 343 mil, bem como pagamento de multa civil nos valores de R$ 300 mil para Humberto e R$ 150 mil para Luiz Antônio. Também condenado com base em ambos os artigos, Braz Mello deve perder R$ 141 mil acrescidos ilegalmente ao patrimônio, pagar multa civil de R$ 120 mil e compensar o prejuízo causado aos cofres públicos no valor de R$ 141 mil em solidariedade com Eduardo Teixeira, que também deve pagar multa civil de R$ 60 mil.

Os réus perderam as funções públicas e tiveram os direitos políticos suspensos, além de serem proibidos de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios. Por causa disso, o MPF pugnou pela provocação da Câmara Municipal de Dourados para que seja declarada a perda do mandato de Braz Mello, eleito para o cargo de vereador nas últimas eleições. O órgão ministerial ainda pugnou pela inserção das duas empresas cujas Braz Mello é sócio-administrador (Apoio Engenharia Ltda. e Master Sol Ind. e Com. de Aquecedores Solares Ltda.) no Ceis (Cadastro Nacional das Empresas Inidôneas e Suspensas).

Entenda o caso – Durante a gestão de Humberto Teixeira, foi firmado o Convênio nº180/1995, entre o Ministério da Saúde e o Município de Dourados, para a implementação de um programa destinado a desnutridos e gestantes com risco nutricional. Sem a promoção de uma devida licitação, prevista como obrigatória pela Lei nº 8.666/93, foi efetuada a contratação direta da empresa Cecompi, responsável por oferecer o material necessário à execução do programa.

Foram constatadas várias irregularidades durante a realização do convênio, como a inexistência de estoque por parte da empresa para efetuar o fornecimento na quantidade indicada pela Prefeitura, de forma a ser oferecida quantidade expressivamente inferior à registrada. Provas revelam que o Município, apesar de ter recebido 12 toneladas de leite em pó durante a primeira gestão, pagou por uma quantidade seis vezes maior.

Tal fato foi atestado por meio de notas fiscais e comprovações documentais, as quais se mostraram falsas, e que foram enviadas por Humberto Teixeira ao Ministério da Saúde para prestação de contas. Já Luiz Antônio foi responsável por assinar os recebimentos das cargas, o que, segundo o TRF-3, ajudou a “consolidar caminho fértil e pavimentado para a improbidade administrativa.”

Apesar da mudança de gestão em 1997, a situação se manteve, mostrando que o ex-prefeito Braz Mello e seu secretário, Eduardo, tinham plena ciência dos desvios feitos e, além de não os apresentarem ao Ministério da Saúde, contribuíram para que o esquema continuasse ao não estabelecerem nova licitação após a renovação do convênio, de forma a manter os desvios.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Luto: Morre em Aquidauana DJ Leonardo Artiga dos Reis, filho da professora Vera

2
Aquidauana

Homem joga copo no rosto da namorada, dá socos, chutes e tenta enforcá-la em Aquidauana

3
Policial

Caixa é presa por registrar carne como bala e embolsar o dinheiro

4
Policial

Mulher é presa na cracolândia de Miranda após furtar celular e R$ 400 de homem

Vídeos

PRF promove campanha de combate a violência sexual infantil

Portal Atacado • Anastácio MS | Especial Dia das Mães

Colisão ocorreu no cruzamento da Rua Américo de Sousa com a Travessa Ragalzi

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min19 max34

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Não chove.
min19 max34

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Não chove.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,96m
Miranda
5,17
Paraguai
5,79m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Na...

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: A EDUCAÇÃO BÁSICA – QUEM SE...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

Quer queira ou não, a Educação ensina....

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Farmácias e Drogarias

Drogaria Guanandy

Manoel Antonio Paes de Barros, 1332 - 79200-000 Aquidauana/MS (67)
Farmácias e Drogarias

Farmácia Princesa do Sul

Rua Marechal Mallet, 634 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 3050
Transportes

NORTON TRANSPORTE ESCOLAR, FRETAMENTO E TURISMO

Rua Estevão Alves Corrêa, 1561 - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 7444 / 991
Ver Mais
508110721