A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
16 de dezembro de 2018
Anuncie Aqui
8504
Política

Barbosa afirma que não será candidato à Presidência

Em entrevista, presidente do STF disse que nunca pensou em se envolver com política e que o Brasil não está preparado para ser governado por um negro

29 JUL 2013 - 15h25min
Veja
O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, afirmou que não disputará as eleições do ano que vem, avaliou que o Brasil não estaria preparado para ser governado por um negro e classificou o Itamaraty como "uma das instituições mais discriminatórias do Brasil".
 
Desde o julgamento do mensalão e a condenação de 25 dos 38 réus, o nome do ministro começou a ser lembrado em pesquisas de opinião. "Sou muito realista. Nunca pensei em me envolver em política", afirmou o ministro em entrevista publicada neste domingo pelo jornal O Globo. O presidente do STF não foi filiado a partidos políticos no passado e, reservadamente, critica legendas que considera de direita, como o DEM, que contestou a política de cotas raciais. "Não tenho laços com qualquer partido político." Barbosa se declarou "social-democrata à europeia".
 
Como ministro do Supremo, ele teria de deixar o tribunal no ano que vem caso decidisse concorrer às eleições e renunciar à presidência da Corte quase sete meses antes de terminar seu mandato.
 
Barbosa acredita que o país não está pronto para ter um presidente negro. "Acho que ainda há bolsões de intolerância muito fortes e não declarados no Brasil."
 
Itamaraty ? Barbosa afirmou ter sido vítima de preconceito ao ser reprovado no concurso para diplomata. Foi eliminado na fase de entrevistas. "O Itamaraty é uma das instituições mais discriminatórias do Brasil", disse. E afirmou que "todos os diplomatas" do país queriam estar hoje na sua posição, na presidência da mais alta corte brasileira.
 
O Itamaraty não comentou as declarações de Barbosa, mas disse que a instituição mantém um programa de ação afirmativa.
 
Mensalão ? Com o retorno do tribunal ao trabalho nesta semana, Barbosa afirmou que submeterá ao plenário o calendário de sessões para julgar os recursos do mensalão ? o que começaria em 14 de agosto, pelos planos do presidente do STF. 
 
Assim que forem encerrados os julgamentos dos embargos de declaração, Barbosa deve defender a prisão imediata de parte dos condenados. Os réus que eventualmente tenham direito a novo julgamento, se aceitos os embargos infringentes ? recurso contra decisões não unânimes ?, seriam presos posteriormente, se mantidas as condenações. (Com Estadão Conteúdo)

Veja também

Mais Lidas

1
Anastácio

Diabética e cega, jovem quer ajuda para fazer consulta e conseguir transplante

2
Aquidauana

Raio queima transformador da Sanesul e Aquidauana fica sem água até 20h deste domingo

3
Anastácio

Família que perdeu tudo em incêndio precisa de doações para recomeçar

4
Aquidauana

Motorista embriagado freia bruscamente após sinal da Polícia e quase causa acidente

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
2,52m
Miranda
5,26m
Aquidauana
2,66m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Oba!

Manoel Afonso

MDB sobreviverá sem Puccinelli?

Alessandro Arruda

As leis e nossa incapacidade de produzi-las

Ver Mais Colunas
498110810