A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
27 de Junho de 2017
Anuncie Aqui
8459
Geral

Fantástico denuncia cobrança de propina pelo funcionamento de empresas em MS

Empresários do Estado seriam obrigados a repassar valores para ex-secretário da Casa Civil da atual gestão

29 MAI 2017 - 10h20min
Redação

Empresários e políticos de Mato Grosso do Sul foram os personagens de uma matéria exibida pelo Fantástico, da Rede Globo, na noite deste domingo (28).  Benilson Tangerino é dono de um frigorífico há 9 anos. Há 12 anos, José Alberto Berger tem uma fábrica que processa couro de gado. Ao Fantástico, os dois disseram que, por “não terem saída”, pagaram propina para que suas empresas pudessem funcionar.

Em vídeo divulgado pela reportagem, José Ricardo Guitti, conhecido como Polaco – que teria sido indicado pelo ex-secretário estadual da Casa Civil Sérgio De Paula –, aparece supostamente recebendo propina. Segundo a denúncia, o governo estaria cobrando propina em troca de licença de funcionamento das empresas. De acordo com a reportagem, o dinheiro iria para De Paula.

José Alberto Berger, dono de fábrica que processa couro de gado, afirmou que teve as atividades de sua indústria suspensas no fim do ano passado e procurou o governador Reinaldo Azambuja para tratar sobre o assunto. Berger conta que em novembro de 2016 teria pago duas parcelas de R$ 250 mil a Polaco.  Segundo o empresário, após os pagamentos a licença de compra e venda teria sido reativada, no dia 10 de novembro. 

Após os pagamentos, as extorsões recomeçaram e, no dia 8 de dezembro, ele decidiu gravar o vídeo divulgado pelo Fantástico. Nas imagens, após entregar R$ 30 mil, Berger pergunta a Polaco se ele acha que De Paula vai ajudar e se “vai agora para a Casa Civil”.  Polaco diz que sim e pergunta se ele tem uma caixa de sapato – que seria usada para esconder o dinheiro. Uma “mensalidade” no valor de R$ 150 mil também estaria sendo cobrada pelo governo e, quando o pagamento cessou, a empresa teria sido multada novamente. “Foi multada em R$ 7 milhões por sonegação”, declarou Berger ao Fantástico.

Já o empresário Benício Tangerino, dono de um frigorífico, teria negociado diretamente com o ex-secretário estadual da casa Civil, em seu gabinete na Governadoria. Segundo a reportagem, R$ 300 mil teriam sido entregues dentro de uma mala. Mesmo após o pagamento, as extorsões teriam continuado.

O governador Reinaldo Azambuja afirmou à reportagem do Fantástico que “os empresários são sonegadores” e que “comprovadamente fazem emissão de nota fria” para escapar do pagamento de impostos. Segundo o governador, o “Estado identificou e cancelou incentivo” dado às empresas em gestões passadas.

Azambuja disse ainda que, “quanto ao vídeo, cada um vai responder” por suas ações.
Sobre Sérgio De Paula, Reinaldo confirmou amizade, mas negou envolvimentos. “Tenho amizade antiga, pessoa que sempre trabalhou conosco. Se usou meu nome não teve autorização”, afirmou. Em nota, De Paula negou as acusações.

Veja também

Mais Lidas

1
Anastácio

Semáforo com defeito aumenta risco e motociclista se envolve em acidente

2
Anastácio

Morre Liberato Fernandes, morador de Anastácio, aos 90 anos

3
Policial

Casa no Cristo Rei servia de ponto de consumo de drogas

4
Aquidauana

Funcionários protestam contra decisão que pode levar Simasul a fechar

Vídeos

Sepultamento de Sophia Rondon

Uno estoura pneu e capota com cinco pessoas a caminho do INSS

Veículo pega fogo no Centro de Aquidauana

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
3,14m
Miranda
3,99m
Paraguai
4,75m

Colunas e Blogs

Raquel Anderson

Err....

Rosildo Barcellos

Heróis Brasileiros

Manoel Afonso

2018: Internet versus currais eleitorais

Ver Mais Colunas
481710537