A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
05 de junho de 2020
Anuncie Aqui
-->
Política

Governo do Estado lança o site “Não Se Cale” sobre violência contra as mulheres

Plataforma apresenta as diversas formas de violências de gênero e conta com formulário para atendimento online

8 ABR 2020 - 16h57min
Assessoria

Em tempos de pandemia, com regras para distanciamento social, isolamento de casos suspeitos, teletrabalho, aulas suspensas e desemprego para muitas pessoas, a situação da mulher que vive um relacionamento abusivo e violento tende a piorar. As agressões podem se agravar com a presença do agressor, da mulher e dos filhos por mais tempo dentro de casa, o que motivou a criação de uma plataforma digital, na qual as mulheres terão a seu alcance um instrumento de uso fácil, com linguagem acessível para procurar informações sobre serviços e atendimentos, tirar dúvidas sobre procedimentos e legislações além da possibilidade de entrarem em contato para atendimento online.

Site aborda as diversas formas de violências de gênero além de apresentar procedimentos e rede de atendimentoO Site aborda as diversas formas de violências de gênero além de apresentar procedimentos e rede de atendimento

“O site é um instrumento de grande importância nesse momento que estamos vivendo e, certamente, vai ajudar muitas mulheres em situação de violência para que se percebam como vítimas e procurem apoio especializado. Também é um site de estudos e de divulgação das políticas públicas existentes no estado,  em constante atualização para que nossos serviços sejam aprimorados e ofereçam assistência humanizada e qualificada a todas as mulheres”, ressalta Eduardo Corrêa Riedel, secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica.

"O site é um instrumento de grande importância que ajudará mulheres em situação de violência a se perceberem como vítimas e procurarem apoio especializado", destaca Riedel

A plataforma fala sobre o direito da mulher a viver sem violência, abordando de forma geral as diversas formas de violação de direitos e de violências de gênero: como feminicídio, crimes sexuais, violência obstétrica, entre outros. O site aborda com mais profundidade a violência doméstica, focando os relacionamentos entre jovens e as violências que sofrem as mulheres lésbicas, indígenas, negras, idosas, com deficiência e também a violência doméstica cometida contra mulheres no meio cristão, além de trazer dados, pesquisas, vídeos, podcasts, entrevistas e notícias.

"Criamos um instrumento virtual para alcançar as mulheres em suas casas, com informações, orientação e encaminhamentos", explica a subsecretária de Políticas Públicas para Mulheres, Luciana Azambuja

“Em razão da pandemia pelo novo coronavírus e das medidas de proteção adotadas pelo Governo do Estado - como da adoção do homeoffice para servidores há duas semanas, percebemos a ausência de um instrumento virtual que pudesse alcançar as mulheres em suas casas, de modo silencioso e eficaz nas informações, orientações e encaminhamentos”, informa a subsecretária de Políticas Públicas para Mulheres, Luciana Azambuja, explicando que o site “Não se cale” traz um conteúdo diversificado abrangendo não só a violência doméstica, como outras formas de violação dos direitos das mulheres, considerando as políticas públicas e os serviços existentes no Estado. Esta era uma demanda das mulheres de diferentes segmentos, inclusive de mulheres em situação de violência que ainda não estão prontas para participar de eventos e expor publicamente seus medos e dúvidas.

“Muitas mulheres não conhecem o trâmite processual após o registro da ocorrência na Delegacia de Polícia e o site traz essas informações detalhadamente”, explica a delegada titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, Fernanda Felix. O site também divulga as ações do PROMUSE – Programa Mulher Segura, da Polícia Militar e, conforme o Tenente Coronel Josafá Dominoni, coordenador estadual do programa, “é uma excelente oportunidade para que todos os municípios tenham acesso às orientações e serviços existentes, pois traz endereços dos principais órgãos da rede em todo o Estado”.

Números da violência contra a mulher em Mato Grosso do Sul

Em 2019 tivemos aproximadamente 18.700 registros de boletins de ocorrência em todos os 79 municípios sul-mato-grossenses, com maior incidência nos crimes de ameaça e lesão corporal. Tivemos 98 feminicídios tentados, onde as vítimas sobreviveram por sorte e contra a vontade de seus algozes – e 30 casos consumados, onde essas mulheres não estão mais aqui com suas famílias. Comparando com 2018, houve uma redução de 6,3%, mas não podemos banalizar a violência contra as mulheres que subjuga, humilha e mata. Só nesses três primeiros meses de 2020, foram 8 casos de feminicídios consumados e quase 4.500 B.O's registrados.

Acesse: www.naosecale.ms.gov.br

 

 

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Homem chega a desmaiar após ser agredido por presidiário em Aquidauana

2
Aquidauana

Trio é preso por fornecer bebida alcoólica a adolescente em bar de Aquidauana

3
Policial

Aquidauanense é o novo comandante do DOF MS

4
Aquidauana

Homem é preso por ameaçar mãe e danificar residência em Aquidauana

Vídeos

Cães encontram droga escondida em estofado de veículo

Morador de Taunay encontra jaguatirica morta às margens da BR-262

Bombeiros de Aquidauana estão na operação para controle de grande incêndio no Pantanal

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min14 max27

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Não chove.
min14 max27

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Não chove.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
3,44m
Miranda
4,80m
Paraguai
1,89m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

O...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

"Clarice Lispector, textos, reflexões e pensamentos"

Robinson L Araujo

A VIVÊNCIA FAMILIAR EM TEMPOS DE QUARENTENA

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Bares/Panificadoras/Lanchonetes

Panificadora Acácia

Rua Estevão Alves Corrêa, 949 - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-5560
Auto Posto

Posto Jato

Av. Dr.Sabino, 161 Bairro Alto - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 2354 / 324
Pesqueiros

Pesqueiro do Ely - Camisão

Distrito de Camisão, - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3235-1047/8403-
Ver Mais