A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
21 de Janeiro de 2018
Anuncie Aqui
8498
Política

Justiça Eleitoral cassa diploma do vereador Manoel Luiz

Ele foi condenado por prática de captação ilícita de voto. Juiz determinou a convocação do primeiro suplente para assumir o cargo.

25 JUL 2013 - 16h05min
redação / Aníbal Placêncio
A Justiça Eleitoral cassou o diploma do vereador Manoel Luiz da Silva (PSDB), do município de Anastácio, por prática de captação ilícita de voto - consistente no fornecimento de combustível em troca de espaço para adesivagem de veículo e apoio à sua candidatura.
 
Manoel Luiz foi o candidato a vereador mais votado em Anastácio, com 582 votos. Conforme o Diário da Justiça Eleitoral desta quinta-feira (25), ele se torna inelegível por oito anos, a contar das eleições de 2012, e também fica condenado a pagar multa de 35 mil Ufirs.
 
A apuração começou a partir da expedição de um mandado de Busca e Apreensão, a ser cumprido no Auto Posto Anastácio, sobre possível prática de atos que caracterizassem abuso de poder econômico e captação ilícita de sufrágio, consistente na distribuição de combustível a eleitores. Foram apreendidos diversos cupons fiscais emitidos em nome de Manoel Luiz, mas eram registradas diversas pessoas como os usuários, os quais, inclusive, assinavam os cupons fiscais, informa a Justiça Eleitoral.
 
Entre os usuários do combustível, foram identificados dois eleitores que, ao serem ouvidos pela Promotoria Eleitoral, confirmaram que abasteceram seus veículos porque foram autorizados por cabos eleitorais do candidato Manoel Luiz, já que tinham adesivos de sua campanha.
 
De acordo com o Ministério Público Estadual, que ajuizou ação de representação contra o vereador, foram distribuídos, somente no período compreendido entre 01º a 20 de setembro de 2012, aproximadamente 1.925 litros de combustível, cuja quantidade, se multiplicada pelo preço do litro do álcool à época dos fatos (R$ 2,20), soma um total de R$ 4.235,00.
 
O juiz da 49ª Zona Eleitoral, Fernando Chemin Cury, determinou a anulação dos votos de Manoel Luiz e a convocação do primeiro suplente para assumir o cargo.
 
Outro lado
 
Comunicado da decisão em primeira instância na 49ª Zona Eleitoral sobre a cassação de seu mandato de vereador, Manoel Luiz, que exerce o sétimo mandato como parlamentar na Câmara de Anastácio, informou que está recorrendo da decisão.
 
Em sua defesa, ele alega que não praticou nenhum ato de abuso de poder econômico ou de captação ilícita de sufrágio, já que os combustíveis tirados em seu nome foram destinados aos coordenadores de sua campanha, aos veículos cadastrados e aos voluntários, e que foi prestado conta perante à Justiça Eleitoral.
 
Além disso, o vereador também defende que não houve prova do abuso do poder econômico, pois, segundo ele, nas eleições de 2008, teve o dobro de votos do que o obtido no último pleito, o que comprova não ter feito qualquer abuso de dinheiro.
 
Na tarde desta quinta-feira, os advogados de defesa de Manoel Luiz estarão protocolando no Tribunal Regional Eleitoral, em Campo Grande, recurso contra a cassação do mandato, incluindo pedido de liminar para suspensão dos efeitos da sentença.

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Homem denuncia agrônomo de loja por acreditar estar sendo perseguido

2
Aquidauana

ROTAI prende homem que estava com mandado de prisão em aberto

3
Aquidauana

Homem procura polícia para denunciar vizinha que joga pedras em sua residência

4
Educação

Prefeitura de Jardim abre processo seletivo para contratação de professores

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
5,18m
Miranda
7,00m
Paraguai
2,96m

Colunas e Blogs

Manoel Afonso

Tio comunista não apoiou sobrinho tucano

Valdemir Gomes

Busque...

Rosildo Barcellos

Ergonomia e aprendizagem infantil

Ver Mais Colunas
498110562