A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
16 de dezembro de 2018
Anuncie Aqui
Política

MDB anuncia apoio ao 2º turno às 17h após André Puccinelli deixar nas mãos do partido

Líder do partido disse que não tinha como opinar estando preso

10 OUT 2018 - 14h03min
Correio do Estado

O MDB acaba de definir quem deverá apoiar para governador no 2º turno das eleições em Mato Grosso do Sul. O anúncio será feito às 17h de hoje, na sede do partido, na Avenida Mato Grosso, 4997, no Carandá Bosque.

O líder da sigla, ex-governador André Puccinelli que está preso há mais de dois meses  disse que não tem como orientar os correligionários neste momento.

“Ele afirmou que não tem como tomar uma decisão de que lado seguir no segundo turno das eleições estando lá, porque não sabe como está o clima aqui fora. André pediu que o partido tome a decisão sozinho”, disse o presidente do diretório municipal, Ulisses Rocha, que faz as visitas no presídio.

A informação é repassada em um momento de crise dentro do MDB. Na manhã de hoje o deputado estadual Paulo Siufi (MDB) usou a tribuna da Assembleia Legislativa para falar que o houve uma reunião partidária na última segunda-feira (15), em que mais de 85% dos participantes declararam apoio ao juiz Odilon (PSD).

“Não tenho dúvidas que ele não tem experiências políticas, mas não tem problemas na justiça. Hoje o sentimento é 12 e nós estamos tomando partido. Vamos ter que tomar um posicionamento”, afirmou Siufi.

Porém os deputados da mesma legenda eleitos, Renato Câmara e Márcio Fernandes ressaltaram que o combinado desde o início do pleito era deixar a condução do apoio das alianças nas mãos de Júnior Mochi.

“Ele tem a nossa procuração para conduzir esse trabalho. Sabemos que existem as peculiaridades locais que precisam ser respeitadas”, afirmou Renato. “Demos essa carta branca para Mochi. Ele ficou de ouvir as lideranças e as partes que não foram na reunião de segunda”, completou Márcio.

Em contrapartida Mochi ressaltou que tem ouvido todas as partes. “Até o final da tarde definimos qual alternativa que aglutina o partido para definir que lado vamos seguir”, acrescentou. O presidente regional do MDB, senador Moka está em Brasília fazendo a relatoria do orçamento da União e só deve chegar em Campo Grande à noite.

DEMAIS DEPUTADOS

A maioria dos parlamentares da Casa de Leis compõem a base aliada do governo de Reinaldo Azambuja (PSDB) eles afirmaram já estar fazendo campanha para ele e o candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Continuam indefinidos o MDB que será anunciado hoje e o PT que ainda não convocou os seus filiados para tomar uma posição. As andanças da maioria devem começar efetivamente na próxima semana, após o feriado.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Anastácio

Diabética e cega, jovem quer ajuda para fazer consulta e conseguir transplante

2
Anastácio

Família que perdeu tudo em incêndio precisa de doações para recomeçar

3
Aquidauana

Alespana e Marinha preparam fuzileiros para o mercado de trabalho em Aquidauana

4
Anastácio

Casa pega fogo, chamas consomem todos os pertences e matam o cachorrinho de casal

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
2,52m
Miranda
5,26m
Aquidauana
2,66m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Preciso...

Manoel Afonso

MDB sobreviverá sem Puccinelli?

Alessandro Arruda

As leis e nossa incapacidade de produzi-las

Ver Mais Colunas