A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
17 de julho de 2018
Anuncie Aqui
8494
Política

Para Lula, Dilma não vai reduzir número de ministérios do governo

Ideia partiu do PMDB, que pretende apresentar uma PEC que diminuiria de 39 para 25 o número de pastas

24 JUL 2013 - 10h00min
Último Segundo / Portal iG
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse na tarde desta terça-feira (23) que ?acha? que a presidente Dilma Rousseff não irá reduzir o número de ministérios do governo federal, apesar da pressão de partidos da própria base aliada. A ideia partiu do PMDB, que pretende apresentar um projeto de emenda constitucional que diminuiria de 39 para 25 o número de pastas.
 
?Eu estou vendo que tem gente ai pedindo para a Dilma reduzir ministérios. Vocês fiquem espertos porque ninguém vai pedir para acabar com o Ministério da Fazenda. Ninguém vai pedir para acabar com Ministério da Defesa. Eles vão querer acabar com a Secretaria da Igualdade Racial, eu acho que a Dilma não vai mexer?, disse durante palestra no Latinidades 2013, festival da mulher afro-latino-americana e caribenha, em Brasília.
 
A afirmação foi feita pouco tempo depois de Lula tentar evitar dar ?pitaco? na administração da colega petista. Isso porque, quando chegou ao evento, foi questionado pelos jornalistas sobre o mesmo assunto e desconversou. ?Saí do governo há dois anos e sete meses, portanto isso não é assunto meu?, disse.
 
PEC dos ministérios
 
Na última quinta-feira (18), o líder do PMDB, Eduardo Cunha (RJ), anunciou que completou as 171 assinaturas necessárias para apresentar uma PEC que reduz de 39 para 25 o número de ministérios do governo federal. Ele pretende entregar o projeto no mês que vem, logo que o Congresso voltar das férias. A redução no número de ministérios é uma ação que atinge diretamente o governo da presidente Dilma, que usa as quase quatro dezenas de ministérios para abrigar os partidos aliados, entre eles o próprio PMDB.
 
O ataque dos peemedebistas ao número de ministérios não é exclusividade do líder Eduardo Cunha. O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), também afirmou que já levou à presidente Dilma a sugestão para que sejam extintos 14 ministérios, ficando o governo com os 25 sugeridos na PEC de Cunha.
 
O partido, que tem Michel Temer na Vice-Presidência, decidiu encampar também a bandeira contrária ao financiamento público de campanhas, uma das principais do PT, propalando a tese de as doações continuarem sendo privadas, mas restritas a partidos políticos.

Veja também

Mais Lidas

1
Nota de Falecimento

Familiares e amigos se despedem de Giselle Gomes Leite nesta segunda-feira

2
Nota de Falecimento

Servidor público da Câmara de Aquidauana morre em decorrência de infarto

3
Aquidauana

Mulher tenta apartar briga e leva dois socos do próprio irmão

4
Aquidauana

Mecânico que teve sete veículos atingidos ainda banca prejuízos

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
5,15m
Miranda
2,66m
Aquidauana
2,70m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Já...

Manoel Afonso

Amplavisão 1314 – O eleitor ao estilo ‘rabo de olh...

Raquel Anderson

Vamos falar de Amor?

Ver Mais Colunas
498110604