A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
01 de junho de 2020
Anuncie Aqui
-->
Saúde

Com 34 óbitos, dengue também traz preocupação a MS

De janeiro ao dia 13 de maio deste ano, Mato Grosso do Sul contabilizou 56,1 mil casos notificados

15 MAI 2020 - 06h47min
Assessoria

Com 80% dos focos do Aedes aegypti proveniente das residências, a dengue é motivo de preocupação no Estado de Mato Grosso do Sul. Em 2020, segundo dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES), já foram registrados 34 óbitos, 54,5% a mais que as mortes contabilizadas em todo o ano passado (22 vítimas da doença).

Para a diretora-geral de Vigilância em Saúde da SES, Larissa Castilho, os números são alarmantes diante da alta incidência em todos os municípios do Estado. “Infelizmente, muitas pessoas não estão colaborando, existem muitos criadouros nas residências que precisam ser eliminados pelos próprios moradores, considerando que 80% dos criadouros se concentram nas residências”.

De janeiro ao dia 13 de maio deste ano, Mato Grosso do Sul contabilizou 56,1 mil casos notificados de dengue no Estado, o segundo maior do País e o segundo maior patamar visto desde 2013, abaixo apenas do total registado no ano passado. “O número pode ser ainda maior que a realidade, considerando que por receio ao coronavírus, a população pode estar evitando ir aos postos de saúde, o que não pode acontecer já que o atendimento tardio pode piorar a situação do paciente”.

Segundo o boletim epidemiológico da dengue, os municípios de Nova Andradina, São Gabriel do Oeste e Douradina são os que registram a maior incidência de casos, de 6,3 mil; 6,1 e 6 mil casos para cada 100 mil habitantes, respectivamente. Campo Grande é o local com maior número absolutode casos, com 11 mil notificações ao longo deste ano.

Larissa alerta a população para que, mesmo durante o inverno, seja mantido e até mesmo intensificado o manejo ambiental, ou seja, a eliminação de criadouros. “Mesmo durante o frio, ainda assim ocorre a transmissão. Aqui no Estado a ocorrência do Aedes é o ano todo”.

Para o titular da Secretaria de Saúde, Geraldo Resende, o atual momento em que se faz necessário o isolamento social devido ao coronavírus é propício para que a população faça o devido combate ao mosquito da dengue, aumentando os cuidados com a limpeza das casas e terrenos: “Aproveite o isolamento social para verificar nas residências se existe o criadouro do mosquito da dengue”.

 

 

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Na 'boca do coalhada', polícia prende traficante e apreende R$ 400 em Aquidauana

2
Coronavírus

MS tem quase 1,5 mil casos, 20 mortes e Aquidauana entra na lista de dados da SES

3
Aquidauana

Colisão entre carro e moto termina com jovem ferida em Aquidauana

4
Aquidauana

Rompimento de adutora deixa oito bairros sem água em Aquidauana

Vídeos

Cães encontram droga escondida em estofado de veículo

Morador de Taunay encontra jaguatirica morta às margens da BR-262

Bombeiros de Aquidauana estão na operação para controle de grande incêndio no Pantanal

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min14 max26

Aquidauana

Sol com muitas nuvens durante o dia. Períodos de nublado, com chuva a qualquer hora.
min14 max26

Anastácio

Sol com muitas nuvens durante o dia. Períodos de nublado, com chuva a qualquer hora.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
3,44m
Miranda
4,80m
Paraguai
1,89m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

É...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

"CITAÇÕES DE CLARICE LISPECTOR"

Robinson L Araujo

EM TEMPOS DE PANDEMIA, O LAR DEVERIA SER O MELHOR REFÚ...

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Advocacia

Mário Nelson Lima Paiva

XV de Agosto, 1639 Alto - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-2571 / Res
Pousadas

Fazenda Rio Negro

Rio Negro, - Aquidauana/MS (67) 326-0002 / 326- www.fazendarionegro.com.br
Academias

Ativação

Rua José Bonifácio, s/n Alto - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-2109
Ver Mais