A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
19 de fevereiro de 2020
Anuncie Aqui
-->
Saúde

Com dois casos confirmados, MS terá campanha de vacinação contra sarampo

Em outubro serão vacinados bebês e em novembro o público-alvo será de jovens adultos

27 SET 2019 - 14h24min
SES

A SES (Secretaria de Estado de Saúde) lança no próximo dia 7 de outubro a Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo. Na primeira etapa da imunização, serão vacinadas crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade. Na segunda fase serão imunizados adultos na faixa de 20 a 29 anos de idade.

A meta é atingir pelo menos 95% de cobertura vacinal de rotina, de forma homogênea, do público-alvo a ser vacinado. “Junto com o Ministério da Saúde e outras organizações engajadas, queremos interromper a circulação viral e controlar o sarampo no país, que registrou 4.507 casos confirmados em 19 estados nos últimos 90 dias, de acordo com balanço divulgado quinta-feira (25)”, afirma o secretário Geraldo Resende.

Segundo dados da SES, neste ano foram registrados 58 casos suspeitos de sarampo em Mato Grosso do Sul. Destes, 30 foram descartados, 26 estão sob investigação e dois foram confirmados. Os casos de sarampo foram confirmados em um paciente de 52 anos em Três Lagoas e uma criança de 10 meses de Campo Grande.

Etapas da vacinação

A campanha de vacinação contra o sarampo acontecerá em duas etapas: de 7 a 25 de outubro será aplicada a dose a todas as crianças não vacinadas, de seis meses a menores de cinco anos de idade. Nesta fase, o “Dia D” (de mobilização nacional) acontecerá no dia 19 de outubro.

De 18 a 30 de novembro, a vacina será disponibilizada para jovens adultos não vacinados, na faixa de 20 a 29 anos de idade. Nesta fase, o “Dia D” será no dia 30 de novembro.

A Diretora Geral de Vigilância em Saúde da SES, Larissa Castilho, explica que nesta campanha será utilizada a vacina tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) de diferentes laboratórios produtores para a vacinação das crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade. Para os adultos jovens de 20 a 29 anos de idade serão utilizadas as vacinas tríplice viral e dupla viral (sarampo e caxumba).

Recomendações

Para esta campanha, a Secretaria de Estado de Saúde faz diversas recomendações, entre elas a de que devido à situação emergencial do sarampo, as crianças na faixa etária de seis meses até 11 meses e 29 dias devem receber uma dose da vacina tríplice viral (dose zero) e essa dose não será validada para a rotina. Nesta situação, deve-se agendar a dose “um” a partir de 12 meses de idade, considerando o intervalo mínimo de 30 dias entre as doses. As crianças na faixa etária de 12 meses a menores de cinco anos de idade, devem ter duas doses da vacina para serem consideradas com esquema vacinal completo.

Outro alerta é que as vacinas tríplice viral e dupla viral deverão ser administradas de forma seletiva, conforme o Calendário Nacional de Vacinação, sendo duas doses de 12 meses a 29 anos de idade, respeitando-se o intervalo de 30 dias entre as doses. “No momento da avaliação da caderneta de vacinação do público alvo na primeira e segunda etapa, destaca-se a importância da atualização do documento para as vacinas definidas no calendário nacional de vacinação, conforme disponibilidade da vacina”, explica Larissa Castilho.

Segundo ela, a administração da vacina deve ser adiada nas seguintes situações: em doenças agudas febris moderadas ou graves recomenda-se adiar a vacinação até a resolução do quadro, com o intuito de não se atribuir à vacina as manifestações da doença.

A SES está orientando aos profissionais envolvidos na aplicação da vacina tríplice viral do Laboratório Serum Institute of India Ltda. que a mesma não deve ser administrada em crianças portadoras de alergia à proteína do leite de vaca. Nestas situações deve ser disponibilizada a vacina de outros laboratórios.

“Para as crianças de nove meses de idade que necessitam ser vacinadas para a febre amarela, orientamos que os Municípios priorizem a vacinação com tríplice viral, dada a situação epidemiológica do país e, após 30 dias impreterivelmente, administrem a vacina contra febre amarela, pois esta população terá apenas dois meses para ser vacinada dentro do calendário”, conclui Castilho.

 

 

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Polícia recupera duas caminhonetes roubadas abandonadas no Pantanal em Aquidauana

2
Região

Polícia garante aumento de fiscalização no trânsito em Camisão, Piraputanga e Palmeiras

3
Casa do Trabalhador

Confira as oportunidades da Casa do Trabalhador de Aquidauana

4
Gente

Mais uma “brincadeira” surge na internet para preocupar pais e educadores

Vídeos

Águas do Miranda representa o Centro-Oeste na 7ª edição do Concurso Lei Maria da Pena

Urgente: Caminhão carregado com mortadela cai em serra entre Nioaque e Sidrolândia

PRF persegue veículo suspeito por 10km na BR 262 e apreende 149 tabletes de cocaína

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min24 max38

Aquidauana

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
min24 max38

Anastácio

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
3,24m
Miranda
6,14m
Paraguai
1,49m

Colunas e Blogs

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

CONTINUANDO COM FRASES DE CLARICE LISPECTOR

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: SONHOS

Valdemir Gomes

Ser...

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Camping

Pousada Itajú - Estrada da Margem Esquerda

, - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 9986-1334 www.pousadaitaju.com.br
Bares/Panificadoras/Lanchonetes

Tio Sam

Rua Duque de Caxias, 809 Bairro Guanandy - 79200-000 Aquidauana/MS (67)
Empréstimos

Matrix Empréstimos

Av. Manoel Murtinho, 1334 Centro - 79210-000 Anastácio/MS (67) 3245-0610
Ver Mais