A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
15 de outubro de 2019
Anuncie Aqui
9028-->
Saúde

Com dois casos confirmados, MS terá campanha de vacinação contra sarampo

Em outubro serão vacinados bebês e em novembro o público-alvo será de jovens adultos

27 SET 2019 - 14h24min
SES

A SES (Secretaria de Estado de Saúde) lança no próximo dia 7 de outubro a Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo. Na primeira etapa da imunização, serão vacinadas crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade. Na segunda fase serão imunizados adultos na faixa de 20 a 29 anos de idade.

A meta é atingir pelo menos 95% de cobertura vacinal de rotina, de forma homogênea, do público-alvo a ser vacinado. “Junto com o Ministério da Saúde e outras organizações engajadas, queremos interromper a circulação viral e controlar o sarampo no país, que registrou 4.507 casos confirmados em 19 estados nos últimos 90 dias, de acordo com balanço divulgado quinta-feira (25)”, afirma o secretário Geraldo Resende.

Segundo dados da SES, neste ano foram registrados 58 casos suspeitos de sarampo em Mato Grosso do Sul. Destes, 30 foram descartados, 26 estão sob investigação e dois foram confirmados. Os casos de sarampo foram confirmados em um paciente de 52 anos em Três Lagoas e uma criança de 10 meses de Campo Grande.

Etapas da vacinação

A campanha de vacinação contra o sarampo acontecerá em duas etapas: de 7 a 25 de outubro será aplicada a dose a todas as crianças não vacinadas, de seis meses a menores de cinco anos de idade. Nesta fase, o “Dia D” (de mobilização nacional) acontecerá no dia 19 de outubro.

De 18 a 30 de novembro, a vacina será disponibilizada para jovens adultos não vacinados, na faixa de 20 a 29 anos de idade. Nesta fase, o “Dia D” será no dia 30 de novembro.

A Diretora Geral de Vigilância em Saúde da SES, Larissa Castilho, explica que nesta campanha será utilizada a vacina tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) de diferentes laboratórios produtores para a vacinação das crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade. Para os adultos jovens de 20 a 29 anos de idade serão utilizadas as vacinas tríplice viral e dupla viral (sarampo e caxumba).

Recomendações

Para esta campanha, a Secretaria de Estado de Saúde faz diversas recomendações, entre elas a de que devido à situação emergencial do sarampo, as crianças na faixa etária de seis meses até 11 meses e 29 dias devem receber uma dose da vacina tríplice viral (dose zero) e essa dose não será validada para a rotina. Nesta situação, deve-se agendar a dose “um” a partir de 12 meses de idade, considerando o intervalo mínimo de 30 dias entre as doses. As crianças na faixa etária de 12 meses a menores de cinco anos de idade, devem ter duas doses da vacina para serem consideradas com esquema vacinal completo.

Outro alerta é que as vacinas tríplice viral e dupla viral deverão ser administradas de forma seletiva, conforme o Calendário Nacional de Vacinação, sendo duas doses de 12 meses a 29 anos de idade, respeitando-se o intervalo de 30 dias entre as doses. “No momento da avaliação da caderneta de vacinação do público alvo na primeira e segunda etapa, destaca-se a importância da atualização do documento para as vacinas definidas no calendário nacional de vacinação, conforme disponibilidade da vacina”, explica Larissa Castilho.

Segundo ela, a administração da vacina deve ser adiada nas seguintes situações: em doenças agudas febris moderadas ou graves recomenda-se adiar a vacinação até a resolução do quadro, com o intuito de não se atribuir à vacina as manifestações da doença.

A SES está orientando aos profissionais envolvidos na aplicação da vacina tríplice viral do Laboratório Serum Institute of India Ltda. que a mesma não deve ser administrada em crianças portadoras de alergia à proteína do leite de vaca. Nestas situações deve ser disponibilizada a vacina de outros laboratórios.

“Para as crianças de nove meses de idade que necessitam ser vacinadas para a febre amarela, orientamos que os Municípios priorizem a vacinação com tríplice viral, dada a situação epidemiológica do país e, após 30 dias impreterivelmente, administrem a vacina contra febre amarela, pois esta população terá apenas dois meses para ser vacinada dentro do calendário”, conclui Castilho.

 

 

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Por ciúmes, homem dá soco no rosto da esposa durante a festa Pantanetta

2
Miranda

Vídeo: Pescador salva onça que ficou presa em anzol de galho no rio Miranda

3
Anastácio

Acidente deixa motociclista em estado grave, com possibilidade de amputação do pé

4
Aquidauana

Jovem é espancado por 10 rapazes em baile na Aldeia Água Branca

Vídeos

Bolivianos que levavam 15,9 quilos de cocaína em veículo são presos em Miranda

Eleição de Miranda

Empresário de 31 anos pesca Surubim de mais de 40 kg no Rio Miranda

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min22 max30

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Chove rápido durante o dia e à noite.
min22 max30

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Chove rápido durante o dia e à noite.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,33m
Miranda
1,75m
Paraguai
2,05m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Preciso...

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: SER PROFESSOR (2)

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

Em Harmonia Com a Vida

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Médicos

Carlos Eduardo Nunes - Anestalsiologista

Hospital da Cidade, - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-3636
Farmácias e Drogarias

Drogaria Multi Vida

Rua Estevão Alves Correa, 2063 Bairro Alto - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 3522
Ponto de Táxi

Ponto de Táxi Nº 6

Praça Afonso Pena, s/n - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 2774
Ver Mais
508110733