A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
27 de Março de 2017
Anuncie Aqui
8210
Saúde

Ministério da Saúde libera R$ 962,3 milhões para atendimento e serviços do SUS

Ministério economizou R$1,9 bi em 200 dias de gestão. Recursos beneficiam 1.057 municípios que não recebiam contrapartida federal

26 DEZ 2016 - 16h56min
Ministério da Saúde
O Ministério da Saúde anunciou a liberação de R$ 962,3 milhões para o funcionamento de mais 1.966 serviços do Sistema único de Saúde (SUS). O ministro Ricardo Barros afirmou que o repasse só foi possível após ações de otimização dos gastos públicos realizadas na atual gestão do órgão. 
 
O valor beneficiará unidades de saúde que estavam em atividade sem contrapartida federal. A iniciativa tem como objetivo garantir o atendimento da população, bem como desafogar estados e municípios, que estavam sobrecarregados.
 
De acordo com a apresentação do ministro, a economia de gastos total alcançada nos últimos 200 dias foi de R$ 1,9 bilhão.
 
?Isso é resultado das medidas adotadas para otimizar os gastos públicos, com eficiência econômica total de R$ 1,9 bilhão. Vamos iniciar o ano de 2017 com 1.966 serviços sendo custeados, garantido o atendimento à população. É aumentar a cobertura com o mesmo recurso?, afirmou Barros.
 
Serviços
 
Os novos recursos beneficiam 1.057 municípios de todas as unidades da federação. Entre os serviços hospitalares e ambulatoriais contemplados estão 53 para atendimento de pacientes com câncer, 71 voltados a assistência de gestantes e bebês, 421 para a rede de urgência e emergência, incluindo UPAs e Samu, 94 para assistência em UTI, 39 para cuidados de pessoas com deficiência, entre outros.
 
Além disso, os recursos possibilitaram incorporação de novos medicamentos, como o dolutegravir usado no tratamento de aids, e na compra de repelentes para gestantes cadastradas no programa Bolsa Família.
 
Juntos, os contratos firmados para a aquisição desses dois produtos somam eficiência de R$ 632 milhões. A economia vem ainda da negociação na compra de 39 medicamentos, cujo valor ficou 13,7% abaixo do previsto sem reduzir o quantitativo (R$ 163,1 milhões), revisão de contratos de informática (R$ 85,2 milhões), e reforma administrativa (R$ 13,5 milhões).
 
Expansão da assistência
 
A negociação para compra de 3 bilhões de horas de proteção contra o mosquito Aedes aegypti gerou uma eficiência de R$128 milhões para os cofres públicos. O Edital inicial previa o valor de R$ 208 milhões para compra dos repelentes para 484 mil gestantes inscritas no programa Bolsa Família.
 
Após o pregão, o valor final da compra foi de aproximadamente R$ 80 milhões. A empresa vencedora deve começar a distribuir o produto em até 15 dias após assinatura de contrato com o Ministério da Saúde.

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Laura de Freitas: A menina que amava Trem Bala

2
Policial

Quatro amigos caem em rio depois de lancha virar bote

3
Policial

Oficina é investigada por suspeita de desmanche de veículos furtados

4
Policial

Quatro pessoas morrem e uma fica ferida em acidente envolvendo animal

Vídeos

Disk-Peças é investigado por "transplante" de peças roubadas

Criança ainda está desaparecida nas águas do Aquidauana

Incêndio em residência em Anastácio

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
3,98m
Miranda
Paraguai
2,33m
Rio Cuiabá
3,67m
Rio Taquari
4,21m

Colunas e Blogs

Manoel Afonso

PMDB-PSDB, mais afinidades do que diferenças

Raquel Anderson

Embalando o presente

Rosildo Barcellos

Cromossomos Felizes

Ver Mais Colunas
472810217