A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
23 de setembro de 2018
Anuncie Aqui
8500
Saúde

Ministro diz que mensagem 'Sou feliz sendo prostituta' será suspensa

'Enquanto for ministro, não acho que tem que ser passada', diz Padilha. Mensagem faz parte de campanha contra associação entre prostitutas e HIV

4 JUN 2013 - 15h30min
G1
O ministro da saúde, Alexandre Padilha, afirmou nesta terça-feira (4) que o panfleto com a mensagem "Sou feliz sendo prostituta" não deve ser veiculado em campanha do ministério. A pasta lançou nas redes sociais no último final de semana uma campanha o objetivo de reduzir o estigma da prostituição associada à infecção pelo HIV e Aids. O G1 viu o panfleto no site do ministério na manhã desta terça, mas ele foi retirado no início da tarde.
 
"Enquanto eu for ministro, não acho que essa tem que ser uma mensagem passada pelo ministério. Nós teremos mensagens restritas à orientação sobre a prevenção contra as doenças sexualmente transmissíveis. Respeito as entidades e os movimentos que queiram passar essa mensagem, mas é papel deles. O papel do Ministério da Saúde é estimular a prevenção às DST's".
 
O tema da mobilização feita pelo Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do ministério é ?Sem vergonha de usar camisinha? e celebra o Dia Internacional das Prostitutas, comemorado no último 2 de junho.
 
Padilha disse ainda que o ministério recebeu sugestões de mensagens para a campanha de "entidades que representam as profissionais do sexo"  e que todo o material  passa por avaliação.
 
"Não é a primeira vez que o ministério faz campanhas, ações e materiais específicos para grupos específicos que são mais vulneráveis às DST's. Não tem remédio, então o Ministério da Saúde toda vez ouve organizações, ouve essas pessoas, para saber qual é a melhor forma de chegar essa mensagem", disse Padilha.
 
 "Não existirá nenhum material assinado pelo Ministério da Saúde que não seja material restrito às orientações de como se prevenir das DST's", completou,
 
A mobilização é composta por panfletos e cinco vídeos protagonizados por prostitutas. Os panfletos trazem frases como ?não aceitar as pessoas da forma como elas são é uma violência?;  "um beijo para você que usa camisinha e se protege das DSTs, Aids e hepatites virais" e ?o sonho maior é que a sociedade nos veja como cidadãs?.  Um dos vídeos mostra uma prostituta que sonhou ter sido respeitada: ?sonhei que sou respeitada, que sou uma flor, uma rosa sem espinhos?, diz a protagonista.
 
O material, feito em uma oficina de comunicação em saúde para profissionais do sexo em João Pessoa (PB), vai circular na internet até dia 2 de julho. A campanha também homenageia Rosarina Sampaio, fundadora da Federação Nacional de Trabalhadoras do Sexo, que morreu no último dia 25 de março.

Veja também

Mais Lidas

1
Anastácio

Suspeito de estuprar menina de 9 anos, idoso atraía criança com doces e refrigerante

2
Policial

Cavalos na pista podem ter provocado acidente com vítima fatal no Anel Viário

3
Policial

PMA autua fazendeiro paulista em R$ 320 mil por maus tratos ao deixar gado sem alimento

4
Policial

Trio é preso pela PM ao tentar levar carro locado para a Bolívia

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
3,40m
Miranda
2,74m
Aquidauana
5,64m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Difícil...

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: INSENSATEZ

Robinson L Araujo

AMAR PARA SER AMADO

Ver Mais Colunas
498110751