A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
29 de Abril de 2017
Anuncie Aqui
8189

União e Estados atuarão de forma permanente no combate à criminalidade

18 OUT 2016 - 19h33min
Renan Nucci
O ministro da Justiça e Cidadania (MJC), Alexandre de Moraes, esteve no Rio de Janeiro nesta segunda-feira (17) para tratar de questões relativas à segurança pública local. Após participar da posse do novo secretário de segurança do estado, o delegado da Polícia Federal Roberto Sá, Moraes informou que haverá, na próxima quarta-feira (19), mais uma reunião conjunta entre o MJC e representantes dos Núcleos de Combate à Criminalidade, criados em junho para dar sequência à elaboração do Plano Nacional de Segurança Pública, que prioriza o combate a homicídios, à violência contra a mulher e aos crimes transacionais de fronteira.
 
A reunião prevista para o dia 19 já estava agendada há mais de 15 dias e acontecerá em Brasília. Além de representantes do Ministério, fazem parte dos Núcleos de Combate à Criminalidade os secretários de Segurança Pública dos estados e procuradores-gerais de Justiça estaduais, além de um membro do Ministério Público Federal e um membro do Conselho Nacional do Ministério Público.
 
Moraes explicou que informações de inteligência e mapeamento da criminalidade das 27 capitais foram reunidos para embasar as sugestões de operações e ações de combate conjunto à criminalidade em todo o território nacional. Somente após a reunião de quarta-feira (19) e a análise de eventuais novas sugestões, a minuta do plano será discutida com todos os estados e Distrito Federal.
 
Segundo Moraes, a ideia é unificar representantes de todos os estados na criação de uma política nacional que integre as ações de inteligência, operação, fiscalização e também políticas penitenciárias, com regras mais rígidas para a progressão de regime para autores de crimes violentos, como roubo, homicídio e latrocínio.
 
?Dentro desse novo Plano Nacional de Segurança Pública, há previsão de apresentarmos um projeto para que autores de crimes praticados com violência ou grave ameaça tenham que ficar no mínimo metade da pena preso. Nenhum país que combateu eficaz e seriamente a criminalidade organizada conseguiu isso liberando com um sexto da pena aqueles que praticam crime com violência ou grave ameaça?, avaliou.
 
No encontro desta segunda-feira, Moraes esteve com o governador licenciado do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, e o governador em exercício, Francisco Dorneles, além do novo secretário de Segurança Pública do Estado, Roberto Sá.
 
Ministério da Justiça e Cidadania

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Avó esquentada ameaça diretora de Escola

2
Educação

IBGE vai contratar cinco trabalhadores temporários em Aquidauana

3
Aquidauana

Casal decide levar a casa sobre rodas e visita Aquidauana

4
Geral

Acidente com trator tira a vida de trabalhador rural

Vídeos

Blitz educatica frente ao Exercito

Sucuri de três metros é capturada em Anastácio-MS

Blitz educativa Aquidauana-MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
4,43m
Miranda
4,26m
Paraguai
2,97m

Colunas e Blogs

Raquel Anderson

Igualdades!

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: ORAÇÕES

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

Do abraço, do afago e do aconchego: as distâncias, apen...

Ver Mais Colunas
472810646