A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
19 de Setembro de 2017
Anuncie Aqui
8474

Simone Tebet destina recursos para construção de Centros de Referência de Atendimento à Mulher na fronteira

Em Mato Grosso do Sul, Ponta Porã e Corumbá serão beneficiados

19 OUT 2016 - 08h43min
Da Redação - Com informações assessoria
A Comissão Mista de Combate à Violência contra a Mulher (CMCVM) aprovou na terça-feira (18) a emenda da senadora Simone Tebet (PMDB-MS) à LOA/2017 que destina R$ 120 milhões para a Ação Orçamentária de construção da Casa da Mulher Brasileira e de Centros de Atendimento às Mulheres nas regiões de fronteira seca. 
 
Em Mato Grosso do Sul, serão beneficiados os municípios de Corumbá e Ponta Porã. Os terrenos para a construção destes Centros no Estado já foram cedidos. A licitação para viabilizar o início das obras deve ocorrer até o final do ano.
 
Os Centros de Atendimento às Mulheres nas regiões de fronteira seca têm como principal função o combate ao tráfico de mulheres. Também auxiliam no atendimento às vítimas de violência doméstica e familiar.
 
Os recursos destinados na emenda de Simone Tebet ainda serão usados para ajudar na conclusão de Casa da Mulher Brasileira com obras adiantadas, como as de São Paulo e do Maranhão.
 
Simone ressaltou a importância de lutar pela liberação de recursos orçamentários e lembrou que Campo Grande (MS) foi a primeira capital a inaugurar a Casa da Mulher Brasileira.
 
?Todas nós juntas vamos fazer esforços para que grande parte desses recursos possam ser empenhados em 2017?, disse Simone Tebet, presidente da CMCVM, durante a votação do relatório das emendas.
 
R$ 400 milhões para o combate à violência contra a mulher - Ao todo, a relatora, deputada Conceição Sampaio (PP-AM), selecionou as emendas da CMCVM ao Orçamento de 2017 que destinam R$ 400 milhões para políticas de prevenção, assistência e repressão no combate à violência contra a Mulher. 
 
Das 42 emendas apresentadas pelas deputadas e senadoras no colegiado, Conceição Sampaio reuniu as de maior valor que tratavam das ações referentes ao atendimento às mulheres em situação de violência (R$ 180 milhões); à construção de Casas da Mulher Brasileira e dos Centro de Referência (R$ 120 milhões); às de ações de promoção de políticas de igualdade e direitos mulheres (R$ 100 milhões); e as de ações de fortalecimento da autonomia das mulheres (R$ 100 milhões).
 
Estas emendas serão encaminhadas para análise da Comissão Mista de Orçamento (CMO), à qual cabe o exame do projeto de lei orçamentária.

Veja também

Mais Lidas

1
Anastácio

Motorista morre após perder controle da direção

2
Anastácio

Embriagado, soldado do Exército é preso após bater contra muro

3
Aquidauana

Artesão e marceneiro, Zé Descamisado não veste uma camiseta há 40 dias

4
Policial

Carreta descontrolada atinge carros em bloqueio e mata duas pessoas

Vídeos

Sucuri maltratada por turistas em Albuquerque - Distrito Corumbá MS

Carreta Hospital do Câncer de Barretos

Banda grava clipe musical entre vagões da estação ferroviária de Aquidauana

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,38m
Miranda
2,11m
Paraguai
3,46m

Colunas e Blogs

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: E AGORA, ARNALDO?

Valdemir Gomes

Adeus...

Raquel Anderson

As belas lembranças da vida que agora doem!

Ver Mais Colunas
498110557