A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
19 de outubro de 2018
Anuncie Aqui
8502
Tecnologia

Corantes podem causar hiperatividade em crianças, diz estudo

6 SET 2007 - 10h02min
boa saúde

Uma pesquisa feita pela Universidade de Southampton, na Inglaterra, concluiu que corantes e conservantes encontrados em alimentos infantis e refrigerantes podem ser relacionados a hiperatividade e distúrbios de concentração em crianças.


O estudo - encomendado pela Food Standards Agency, a Vigilância Sanitária da Grã-Bretanha, e publicado na revista científica Lancet - oferecia três tipos diferentes de bebidas a um grupo de 300 crianças de três, oito e nove anos de idade.


Uma das bebidas continha uma forte mistura de corantes e conservantes, outra tinha a quantidade média de aditivos que as crianças ingerem por dia, e a última era um placebo, sem nenhum aditivo.


Os níveis de hiperatividade foram medidos antes e depois de as crianças beberem um dos líquidos aleatoriamente.


Coquetel de aditivos
O grupo que ingeriu a mistura A, com alto nível de aditivos, teve "efeitos adversos significativos" em comparação com o que bebeu o placebo.


O pesquisador responsável pelo estudo, Jim Stevenson, defendeu que algumas misturas de corantes artificiais e benzoato de sódio, um conservante usado em sorvetes e doces, estavam ligadas a um aumento de hiperatividade.


"No entanto, os pais não devem achar que é possível prevenir problemas de hiperatividade completamente apenas retirando esses aditivos da comida", explicou ele.


"Sabemos que há muitos outros fatores nessa questão, mas pelo menos este (a ingestão de aditivos) é um que a criança pode evitar."


Hiperatividade
Entre 5% e 10% das crianças em idade escolar sofrem algum tipo de desordem de atenção, com sintomas como impulsividade, dificuldade de concentração e atividade excessiva.


Mais meninos que meninas são diagnosticados com o problema e as crianças afetadas pela condição geralmente tem dificuldades acadêmicas, com um desempenho fraco na escola.


Médicos dizem que fatores como a genética, o nascimento prematuro, o ambiente e a criação também podem ser associados à hiperatividade.

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Conhecido por 'Playboy da Mansão', homem é morto a tiros em cachaçaria na Capital

2
Policial

Corpo de rapaz é encontrado baleado e decaptado em Corumbá

3
Policial

Policial diz que 'agradece a Deus por estar vivo' após ataque de pitbull

4
Aquidauana

9º Batalhão de Engenharia de Combate de Aquidauana encena “Travessia do Chaco”

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
3,40m
Miranda
4,16m
Aquidauana
3,06m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Quero...

Robinson L Araujo

A ADOÇÃO QUE NOS TORNA LIVRES

Chico Castro

E AGORA JOSÉ?

Ver Mais Colunas
498110561