A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
29 de Junho de 2017
Anuncie Aqui
8463
Supermercado Santa Clara

Sócio de cartel colombiano fornecedor de cocaína para a Europa usaria MS como rota

Envolvido em caso de apreensão de 3,7 toneladas de cocaína em Santos, ele estava com homem acusado de matar namorada

13 FEV 2017 - 15h50min
Da Redação
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu neste domingo (12) um homem apontado como líder brasileiro de uma quadrilha internacional de tráfico de drogas responsável por transportar, por via marítima, toneladas de cocaína da América do Sul para a Europa.
 
Os agentes da PRF efetuaram a prisão em Guaíra, na região oeste do Paraná, próximo à divisa com Mato Grosso do Sul. A intenção dele era entrar em território sul-mato-grossense, aproveitando-se, muito provavelmente, da frouxa fiscalização na faixa de fronteira.
 
Com 38 anos de idade, ele dirigia um utilitário Toyota Hilux SW4, que transitava pela BR-163, quando foi abordado, em frente a uma unidade operacional da PRF. Contra o homem havia um mandado de prisão por tráfico de drogas.
 
Em março de 2014, ele foi um dos presos pela Operação Oversea, da Polícia Federal. A operação apreendeu 3,7 toneladas de cocaína no Porto de Santos. A carga ilícita estava prestes a ser embarcada para a Europa.
 
Conforme reportagem publicada em 5 de novembro daquele ano pelo jornal "O Estado de S.Paulo", o brasileiro e uma dupla de colombianos "representantes de fabricantes de cocaína" foram soltos pela Justiça porque o Ministério Público Federal (MPF) não teria apresentado nenhuma denúncia à Justiça contra eles.
 
A quadrilha teria relações ainda com o Primeiro Comando da Capital (PCC) no Brasil e com a organização mafiosa italiana N'Drangheta em diversos portos. Investigação da PF aponta que o brasileiro, em maio de 2013, estava em Antuérpia, na Bélgica, de onde repassava orientações sobre o recebimento de uma carga de cocaína na Europa.
 
Bolívia, Paraguai, França, Alemanha, Inglaterra, Espanha e Emirados Árabes foram outros países por onde ele passou. Além de remeter droga para o exterior, o homem também trazia drogas sintéticas como o LSD para o Brasil.
 
Documento falso e feminicídio
 
No mesmo carro abordado pela PRF estava outro homem, que também foi preso, inicialmente pelo crime de uso de documento falso. Ele apresentou aos policiais rodoviários federais uma carteira de habilitação com indícios de falsificação.
 
Os agentes da PRF descobriram a identidade verdadeira do homem. Com 36 anos de idade, ele é acusado de ter espancado a namorada até a morte em Ribeirão Preto (SP), em junho de 2016, por ciúmes. Desde então, o homem estava foragido. A PRF encaminhou os dois presos para a Delegacia da Polícia Federal em Guaíra.

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Candidato a vereador de Aquidauana é preso por furto na Capital

2
Charges

Que papelão

3
Geral

Supermercados Princesa sorteiam ganhadores da Promoção do Mês

4
Aquidauana

Casa do Trabalhador de Aquidauana oferece três vagas de emprego

Vídeos

Sepultamento de Sophia Rondon

Uno estoura pneu e capota com cinco pessoas a caminho do INSS

Veículo pega fogo no Centro de Aquidauana

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,97m
Miranda
3,55m
Paraguai
4,77m

Colunas e Blogs

Raquel Anderson

Err....

Rosildo Barcellos

Heróis Brasileiros

Manoel Afonso

2018: Internet versus currais eleitorais

Ver Mais Colunas
481710819