A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
22 de julho de 2018
Anuncie Aqui
8498
Turismo

Agência de Desenvolvimento de Guarulhos afirma que ampliação de Cumbica é segura

6 AGO 2007 - 14h01min
portal hotelaria

A expansão do Aeroporto Internacional de Guarulhos, na Grande São Paulo, é considerada por especialistas como a solução de curto e médio prazo mais viável e eficaz para resolver o problema do caos na aviação comercial brasileira. A fim de agilizar as obras e garantir a segurança da população que reside no entorno do Aeroporto e que deverá ser removida, a Agência de Desenvolvimento de Guarulhos (Agende), em parceria com entidades não-governamentais, produziu um diagnóstico da situação da região do entorno do Aeroporto Internacional.


"Diferentemente do que chegou a ser divulgado, não se tratam de cinco mil moradias no local previsto para a Terceira Pista. Na realidade, a região projetada para receber a obra de ampliação não possui nenhuma residência instalada. Essa área já pertence ao Aeroporto e contém apenas alguns galpões da própria Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária)", explica o presidente da Agende, Daniele Pestelli.


Segundo levantamento da Agência, as desapropriações previstas são necessárias para garantir a segurança nas cabeceiras da pista e o afastamento dos moradores em relação à área de ruído mais intenso. A finalidade é evitar que se repitam situações de aeroportos totalmente envolvidos pela malha urbana, como é o caso de Congonhas.


Quanto ao número das famílias na região, Pestelli esclarece que um primeiro levantamento feito pela Infraero, em 2002, apontou como sendo cerca de 5300. A estimativa é que, atualmente, sejam aproximadamente 6500 famílias. Todas serão indenizadas ou realocadas com segurança para habitações em áreas próximas, inclusive os que estão em situação irregular.


Para permitir o início das obras, é obrigatório o licenciamento das atuais instalações, o que só poderá ocorrer após assinatura do Termo de Ajuste de Conduta (TAC) entre Infraero, Governo de São Paulo e Prefeitura de Guarulhos, para o ajuste dos impactos ambientais e viários causados pela implantação do Aeroporto de Cumbica na década de 80. Um texto preliminar de comum acordo entre as áreas técnicas envolvidas está há um ano sob a mesa da Presidência da Infraero, que não o assina nem diz os motivos para esta protelação.

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Polícia Civil prende autor de dupla tentativa de homicídio no Bairro Nova Aquidauana

2
Policial

Mulher de 30 anos tem moto furtada em frente a clínica em Aquidauana

3
Policial

Mandante de tentativa de roubo diz que avião seria trocado por droga na Bolívia

4
Policial

Homem é multado em R$ 5 mil por degradar o rio Miranda

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
5,03m
Miranda
2,60m
Aquidauana
2,46m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Quando...

Manoel Afonso

Amplavisão 1314 – O eleitor ao estilo ‘rabo de olh...

Raquel Anderson

Vamos falar de Amor?

Ver Mais Colunas
498110535