A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
16 de outubro de 2018
Anuncie Aqui
8502
Turismo

De trem e bicicleta a adrenalina vai começar a subir!

5 SET 2007 - 11h09min
mapa comunicação

Frio é tempo de ficar embaixo das cobertas? Nada disso. Para quem busca emoção e quer espantar o tempo gelado com movimento, o Paraná o aguarda em um roteiro que parte de Curitiba e vai até o histórico município de Morretes, utilizando meios de transporte não muito convencionais para quem viaja a lazer: trem e bicicleta. Pelo caminho, muita natureza e paisagens marcantes, como os casarios e igrejas de Morretes, que recontam a história dessa pacata cidade fundada em 1733.


O programa de dois dias - montado para quem não tem muito tempo e quer aproveitar o fim de semana para relaxar - promete espantar o ventinho frio desta época do ano, oferecendo em um primeiro momento uma viagem de trem pela Serra do Mar paranaense, de Curitiba a Morretes, na companhia da Mata Atlântica e toda a sua diversidade de fauna e flora. Um desfile de precipícios que promovem um misto de "frio na barriga" e encanto simultaneamente, sendo um deles na Ponte São João, que propicia a visão panorâmica da serra.


Na chegada a Morretes, a adrenalina que já está alta depois de tanta emoção a bordo do trem turístico tem uma parada premeditada - em virtude do almoço e tour pelo centro histórico de Morretes - para logo em seguida começar o trecho mais esperado: a visitação a sete vilarejos, tudo isso sobre duas rodas. As bicicletas entram em ação a partir desse momento e aí é "pernas para que te quero", como diria o ditado popular. São 32 quilômetros de trilhas (só no primeiro dia), num roteiro com rios, quedas d´água e uma ponte pênsil e muito com contato com o verde abundante.


Depois de tanto esforço e muita energia queimada é hora de descansar, afinal, é preciso reservar um pouco de resistência para o segundo dia. Isso mesmo. Esse foi só o primeiro dia de atividades. Como a recompensa um jantar balanceado e o descanso merecido. No dia seguinte, mais 12 quilômetros de ciclismo e 30 minutos de caminhada para atingir o Salto Tombo D´água, uma cachoeira com 30 metros de altura para se refrescar e garantir energia para a volta. Pode ficar tranqüilo, pois a volta é de trem.

Veja também

Mais Lidas

1
Anastácio

Anastaciano é assassinado após desentendimento no Distrito Águas de Miranda

2
Anastácio

Homem assassinado em Águas do Miranda trabalhava para dar melhores condições à filha

3
Aquidauana

Durante operação, PM leva 25 pessoas para a delegacia em Aquidauana e região

4
Aquidauana

Vítima de acidente fatal em Sidrolândia era cabo do Exército em Aquidauana

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Paraguai
3,40m
Miranda
4,16m
Aquidauana
3,06m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Fico...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

A IMPORTÂNCIA DO SER PROFESSOR: O ATO E O FATO.

Robinson L Araujo

UMA HERANÇA ESTABELECIDA POR DEUS

Ver Mais Colunas
498110539
SERIEMA FIXO 1260