A edição digital do jornal O Pantaneiro é restrita para assinantes.Assine
14 de Dezembro de 2017
Anuncie Aqui
8492
Turismo

Onça pintada é tema de exposição interativa no Pantanal

As características do animal serão apresentadas em atividades lúdicas na Estação Natureza

7 JUN 2017 - 17h08min
Diario de Campo Grande

Com abordagem focada nos felinos do Pantanal, começa no dia 5 de junho a exposição“Na batida da onça”, realizada na Estação Natureza Pantanal, na cidade de Corumbá (MS). A iniciativa, promovida pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, em parceria com o Instituto Homem Pantaneiro, vai até o dia 31 de julho, apresentando a estudantes, turistas e moradores da região a rotina de vida desses animais.  

Para promover essa aproximação serão realizadas atividades lúdicas com imagens, vídeos e jogos, que apresentarão as características físicas e comportamentais dos felinos pantaneiros, suas pegadas, os sons que eles emitem e outras particularidades. Além de mostrar essas curiosidades, a exposição tem como objetivo maior atuar para que as pessoas conheçam essas espécies e comecem a criar estratégias de conservação, principalmente para onça-pintada, que saiu há pouco tempo da lista de ameaçados de extinção no Pantanal, mas que ainda está na lista vermelha de outros biomas brasileiros.

De acordo com administradora da Estação Natureza, Ivonete Guaragni, a onça-pintada está no topo da cadeia alimentar pantaneira e sua ausência geraria desequilíbrios ecológicos. “Além de ser um indicador da qualidade ambiental, suas exigências ecológicas englobam todas as necessidades das demais espécies que ocorrem no seu ambiente. Por isso, conservar a espécie é proteger vários outros animais do mesmo ecossistema. As crescentes alterações ambientais provocadas pelo homem, assim como o desmatamento e a caça às presas silvestres e às próprias onças são as principais causas da diminuição da população de onças no Brasil. Reduzir essas ameaças é fundamental para garantir a sobrevivência da onça pintada e a integridade dos ecossistema.”, destaca.

Para apresentar mais informações sobre esse animal, o médico veterinário e coordenador do projeto de Felinos Pantaneiros, Diego  Francis Passos Viana, realiza uma palestra no dia 14 de junho para falar do projeto que ele desenvolve sobre a rotina das onças-pintadas da Serra do Amolar no Pantanal, apresentando informações e estratégias importantes para a conservação dos felinos.

Estação Natureza Pantanal

Fixado na cidade de Corumbá (MS) há 11 anos, o Estação Natureza Pantanal realiza exposições interativas permanentes e temporárias, com atividades voltadas para todas as idades, que possibilitam o contato das pessoas com a natureza. Ao visitar o espaço, o público conhece cenários que apresentam a hidrografia, a formação geológica, os ciclos de cheias e as variações de temperatura. Os visitantes ainda passam por experiências sensoriais, em que podem sentir a diferença entre os troncos de árvores do Pantanal, ouvir o canto de diversos pássaros e conhecer outras curiosidades sobre a fauna, a flora e os ecossistemas da região.

Serviço
Exposição “Na Batida da Onça”
Local
: Estação Natureza Pantanal, na Ladeira José Bonifácio, 150 – Centro, Corumbá - MS
Data: De 5 de junho a 31 de julho
Horários: Segunda a sexta-feira, das 09h às 11h20 e das 14h às 17h20
Valor: Entrada inteira: R$3,00 / Meia entrada: R$1,50 / Entrada para moradores da região: R$1,00
*Palestra com Diego Viana: 14 de junho, às 9h (vagas limitadas)


Sobre a Fundação Grupo Boticário

A Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza é uma organização sem fins lucrativos cuja missão é promover e realizar ações de conservação da natureza. Criada em 1990 por iniciativa do fundador de O Boticário, Miguel Krigsner, a atuação da Fundação Grupo Boticário é nacional e suas ações incluem proteção de áreas naturais, apoio a projetos de outras instituições e disseminação de conhecimento. Desde a sua criação, a Fundação Grupo Boticário já apoiou 1.510 projetos de 496 instituições em todo o Brasil. A instituição mantém duas reservas naturais, a Reserva Natural Salto Morato, na Mata Atlântica; e a Reserva Natural Serra do Tombador, no Cerrado, os dois biomas mais ameaçados do país. Outra iniciativa é um projeto pioneiro de pagamento por serviços ambientais em regiões de manancial, o Oásis

Veja também

Mais Lidas

1
Anastácio

URGENTE: corpo de ex-presidente da OAB de Aquidauana é encontrado carbonizado na BR-419

2
Aquidauana

Nota de Falecimento de Marisol Pereira

3
Aquidauana

Mulher agride marido com pedaço de cano e queima suas roupas no Nova Aquidauana

4
Geral

Chuva intensa de meteoros terá pico na madrugada de quinta-feira

Vídeos

Entrevista com os produtores do Longa-Metragem sobre Sasha Siemel

Tráfego de carretas no cruzamento da Duque de Caxias causa preocupação na população.

4ª Marcha pela Vida - Aquidauana MS

Ver mais Videos

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
6,11m
Miranda
7,09m
Paraguai
1,86m

Colunas e Blogs

Robinson L Araujo

TENDO UM SONO RESTAURADOR

Rosildo Barcellos

Pequenas reflexões sobre o Biodireito

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: HISTÓRIAS FEITAS DE GENTES E D...

Ver Mais Colunas
498110557