27 de setembro de 2021
Anuncie Aqui
Agronegócio

Status de livre de febre aftosa sem vacinação vai potencializar o mercado de proteína animal do MS

23 MAR 2020 - 10h26min
Da Redação

Elevar o patamar de segurança alimentar e a capacidade de conquistar novos e exigentes mercados mundiais com sustentabilidade. Esses são os principais objetivos do Plano Estratégico do PNEFA (Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa), cujas metas e ações serão intensificadas a partir de 2020 em Mato Grosso do Sul. Este é o assunto especial do Mercado Agropecuário desta segunda-feira (23).

Central Pax_10

Como 2º maior produtor e 5º maior exportador de carne bovina do Brasil, conforme dados do MDIC (Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços), o estado é referência mundial no setor. Por esses motivos, segundo o gerente técnico do Sistema Famasul, José Pádua, as ações previstas no plano estratégico são de extrema importância para a economia e o segmento de proteína animal sul-mato-grossenses.

“Gerir com mais eficiência os riscos da reintrodução da febre aftosa; melhorar as condições para detectar precocemente casos suspeitos da doença; sanar eventuais ocorrências de forma rápida e eficiente; garantir mercado. Esses são alguns dos benefícios do plano estratégico”, explica.

Sob coordenação do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), o PNEFA estabelece vacinação contra febre aftosa até maio de 2021 e prevê o reconhecimento de país livre de febre aftosa sem vacinação em 2023.

Pádua ressalta que a retirada da vacina da febre aftosa e o reconhecimento internacional pela OIE (Organização Mundial de Saúde Animal) como área livre de febre aftosa sem vacinação oportuniza mercados e impulsiona a economia do estado.

O Brasil já alcançou a condição de líder mundial na produção de proteína animal e na exportação de seus produtos. MS, que já tem papel importante nessa trajetória, pode ampliar ainda mais essa participação. 

“Ao adquirir o reconhecimento de país livre de febre aftosa sem vacinação pela OIE, teremos a oportunidade de aumentar a exportação de carnes e de negociar melhor nossos produtos, buscando preços no mercado mundial. A bovinocultura de corte brasileira já faz um bom trabalho sanitário, e a retirada da vacina, trará mais credibilidade perante os mercados internacionais que buscam intensamente por segurança alimentar”.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Entretenimento

Mais lida da semana: pescador flagra sucuri gigante no Rio Aquidauana

2
Policial

Após denúncia, policiais encontram crianças se alimentando de fezes e vômito de cachorro

3
Geral

Semana começa com previsão de chuvas e trovoadas

4
Policial

Policiais civis encontram automóvel roubado escondido em aldeia

Informe Publicitário

Informe

Restaurante Pira passa por reforma e já volta no dia 1º

Previsão do Tempo

min23 max36

Aquidauana

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
min23 max36

Anastácio

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
1,99m
Miranda
2,01m
Paraguai
0,19m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Aos...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

AI de ti, AQUIDAUANA!

Gabriel Novis Neves

MANIA NOVA

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Hotéis

Hotel Escobar

Rua Marechal Mallet, 1850 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-2078
Médicos

Vitor Maksoud - Clinico Geral

Rua 7 de Setembro, 499 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-2422
Escolas Municipais

Escola Municipal Indígena Pólo Lutuma Dias

Aldeia Limão Verde, Aldeia Limão Verde - 79200-000 Aquidauana/MS (67)
Ver Mais
2
Entre em nosso grupo