X
Preso

Agiota que ameaçou família e matou Pitbull a tiros continua preso em Aquidauana

O caso ocorreu em março deste ano, no Bairro Guanandy

Segue atrás das grades, o agiota de 21 anos, após ameaçar uma família e matar um cachorro pitbull a tiros. O caso ocorreu em março deste ano, no bairro Guanandy, em Aquidauana.

Segundo apurado pelo O Pantaneiro, agiota foi denunciado nos crimes de ameaça, extorsão e posse e o porte ilegal de arma de fogo.

Na época, as vítimas, duas irmãs de 20 e 16 anos, relataram à polícia que o homem foi até a casa e disparou quatro tiros, sendo dois para o alto e outros dois contra o portão. Os dois últimos acabaram atingindo o cachorro da casa, da raça pitbull. O animal não resistiu aos ferimentos e morreu.

À polícia, as vítimas relataram que a mãe estaria devendo dinheiro ao agiota e, por isso, a família estava sendo ameaçada. Após o atentado, o suspeito chegou a mandar mensagem fazendo novas ameaças de morte caso o valor não fosse pago.

As vítimas foram levadas para a delegacia e, enquanto prestavam depoimento, receberam mais mensagens do autor. Os policiais fizeram buscas e o jovem acabou localizado e preso.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Economia

Haddad atribui a má avaliação da economia à desinformação

Ministro disse que é "avassalador" o que se vê na rede social

Geral

Operadoras de jogos online deverão prevenir lavagem de dinheiro

Medida foi publicada nesta sexta no Diário Oficial

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo