X

Elizandro, de 43 anos, é de uma família de caminhoneiros da cidade de Miranda e, após um acidente de trabalhou, precisou empreender em Aquidauana. Com a venda de pastel surpreendente, está até pensando em se fixar por aqui mesmo, pois a hospitalidade aquidauanense o encantou.

O Pantaneiro conversou com Elizando, que monta uma barraquinha de pastel em frente a agência da Caixa Econômica, localizada no Centro de Aquidauana. Com seus filhos, esposa e o veículo Gol, os pastéis foram a forma encontrada para conseguir o sustento da família.



“Eu sofri um acidente de trabalho, na empresa que trabalhava de terraplanagem. Precisei ficar de licença, mas o INSS não liberou o auxilio, acabei ficando sem renda nenhuma, no meio da pandemia. Minha esposa e eu viemos para rua vender pastel para dar comida aos nossos filhos”, relata.

As dificuldades de atendimento no INSS trouxeram esse problema financeiro à família, mas a hospitalidade e boa aceitação dos clientes mudaram a visão deles de futuro. “Tivemos um resultado muito rápido, os clientes foram muito generosos com a gente. Agora pensamos em morar de vez em Aquidauana”, destaca Elizandro.



A família está com a barraquinha de pastel todos os dias montada na Rua Marechal Mallet, no Centro de Aquidauana. Cada pastel custa R$ 5, com sabores carne ou queijo, montados e fritos na hora. Experimente!

Contribuiu para essa matéria, Reinaldo Lourenço.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Polícia

Polícia Civil prende suspeitos de latrocínio em Ribas do Rio Pardo

Taxista foi assassinado e Corolla levado para Campo Grande

Política

Ação Ambiental realiza conscientização na Biblioteca SESI de Aquidauana

Atividade contou com a participação das crianças do projeto de robótica da biblioteca e alunos do 2º ano da Escola Municipal Erso Gomes

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo