26 de setembro de 2020
Anuncie Aqui
-->
Aquidauana

Covid-19: sobe o nível de alerta para Aquidauana e Anastácio; veja o novo relatório

Relatório de pesquisadores indica que aumentar o distanciamento social é fundamental para prevenir mortes evitáveis

8 AGO 2020 - 08h04min
UFMS

Em duas semanas epidemiológicas, níveis de alerta da microrregião de saúde de Aquidauana sobem e preocupa pesquisadores. De acordo com o Relatório Técnico de Análise Geocartográfica da Covid-19 na Microrregião de Saúde de Aquidauana-MS referente às Semanas Epidemiológicas 29ª à 31ª emitido por pesquisadores da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB), a microrregião de saúde de Aquidauana (Mapa 1) inspira cuidados e medidas mais restritivas para evitar o avanço do novo coronavírus na região: “Entre 18 de julho e 01 de agosto, todos os municípios dessa microrregião tiveram crescimento significativo na taxa de incidência da Covid-19, com exceção do município de Bodoquena”, explicou Eva Teixeira dos Santos, doutora em Saúde e Desenvolvimento na Região Centro-Oeste, professora e pesquisadora da UFMS.

O relatório apresenta comparações entre o período de 18 de julho e 01 de agosto e mostra que, numa escala de níveis de alerta de 1 a 5, Aquidauana e Miranda foram enquadrados no nível de Alerta 4, Anastácio e Dois Irmãos do Buriti no nível de Alerta 3, Nioaque no nível de Alerta 2 e Bodoquena no nível de Alerta 1. “Em um exercício comparativo, entre as Tabelas 1 e 2 observamos o crescimento da doença nos municípios que compõem a microrregião. Aquidauana e Miranda saltaram do nível de Alerta 2 para o nível de Alerta 4. Anastácio subiu do nível 2 para 3. Percebemos um avanço bastante acelerado da doença e não é hora de afrouxar medidas de restrições”, explica Eva Teixeira dos Santos..

Ana Paula Archanjo Batarce, professora e pesquisadora da UFMS, doutora em Geografia, alerta para o crescente número de óbitos na microrregião: “Aquidauana é um centro regional e é o município que dará suporte para o atendimento das ocorrências de casos graves e gravíssimos da Covid-19. É por isso que ações preventivas são tão necessárias para evitar o agravamento dos casos e a aceleração no número de óbitos”. O Mapa 2 demonstra a mortalidade pela doença até o dia 01 de agosto na microrregião de saúde..

Decreto de Lockdown

O relatório dos pesquisadores também analisa os decretos das gestões municipais para avaliar a efetividade das ações de enfrentamento ao vírus. Em 31 de julho, o decreto municipal 114/2020 endureceu as regras de mobilidade urbana-regional e definiu o fechamento total – lockdown – por sete dias no município de Aquidauana. “Reconhecemos que o gestor municipal teve sensibilidade em ler nossas pesquisas e considerar as recomendações dos alertas emitidos por nossa rede e pela pesquisa Prosseguir, do governo do estado. Sugerimos que a prefeitura avalie diariamente e que considere os avanços da doença nos últimos 14 dias para verificar se será necessário estender esse período de fechamento total e para a tomada de decisões”, pondera Eva Teixeira dos Santos. A pesquisadora sugere, ainda, a ampliação desse período por mais sete dias

De acordo com o professor e pesquisador da UFGD, Adeir Archanjo da Mota, doutor em Geografia e especialista em Geografia da Saúde, as gestões municipais precisam definir estratégias para a preservação das vidas e reduzir as mortes evitáveis: “Não há negociação com o novo coronavírus. Às vezes as pessoas veem o nível de Alerta 2 e 1 e acham que a doença está ‘leve’ nesses municípios. Esclarecemos que alerta é alerta. Se está em alerta é porque já saiu da normalidade”. Archanjo da Mota lembrou que relatórios de pesquisa e alerta têm sido amplamente divulgados pela imprensa e que cabe ao poder público preservar o Sistema Único de Saúde (SUS) e a vida das pessoas.

Comunicação para prevenção

De acordo com a pesquisadora e professora da Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB), Fernanda Vasques Ferreira, o combate às fake news e à desinformação deve ser levado em conta pelos gestores públicos. “É um problema de saúde pública tão ou mais letal que o novo coronavírus”, comentou a comunicadora ao mencionar os estudos que realiza em relação ao tema. Para ela, o enfrentamento à doença passa, necessariamente, pela qualidade da informação e pela comunicação preventiva: “Os gestores públicos e as instituições precisam comunicar adequadamente e de forma consciente. O diálogo com a população precisa ser permanente e transparente. É preciso parar com a dicotomia entre economia e pandemia, isso também é uma forma de desinformar. O que é melhor: parar tudo e recomeçar gradativamente e com segurança ou colapsar o sistema de saúde e abrir covas rasas”, questionou a jornalista que tem pesquisa na área de comunicação, saúde e políticas públicas.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Anastácio

Sonho de dirigir até Argentina motivou empreendimento em motorhome

2
Aquidauana

Rapaz que sofreu hemorragia na cabeça é transferido para Campo Grande

3
Aquidauana

Comerciante é multado em R$ 10 mil por desmatamento para construir balneário

4
Política

Com R$ 16,5 milhões em bens declarados, Odilon é o último a registrar candidatura no TRE-MS

Vídeos

Incêndio de grandes proporções consumiu atacadista, em Campo Grande

Em mais um acidente na MS-450, bombeiros resgatam vítima das ferragens

Onça-parda é flagrada 'passeando' por bairro e assusta moradores

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min25 max41

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Não chove.
min25 max41

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Não chove.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
1,93m
Miranda
1,68m
Paraguai
1,01m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Em...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

"...MISTERIOSO CHEIRO..."

Flavia Rohdt

Aldravia 25 #PantanalemChamas

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Academias

Ativação

Rua José Bonifácio, s/n Alto - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-2109
Pousadas

Fazenda Cacimba de Pedras

Acesso por Miranda ou Taunay, - Aquidauana/MS (67) 3382-1555 / 998 www.cacimbadepedras.com.br
Ponto de Táxi

Ponto de Táxi Nº 3

Rua Teodoro Rondon, s/n - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 2230
Ver Mais
Supermercado Siriema
Fale com a redação