X
Reconhecimento

"É gratificante poder servir e ajudar as pessoas com esta profissão", diz biomédico

Arquivo Pessoal Elisa Mara

Nesta sexta-feira (20) é celebrado o Dia do Biomédico Brasileiro, que teve a profissão reconhecida no final da década de 70. Com a pandemia, ficou ainda mais evidente a importância desses profissionais para a saúde humana.

Tiago Nogueira não nasceu em Aquidauana, mas veio para cá muito pequeno e exerce a profissão de biomédico desde 2007, escolhendo a área de análises clinicas laboratorial para seguir.



“Gosto de tudo que a biomedicina vem me oferecendo. Atender aos meus pacientes, analisar as amostras biológicas junto aos aparelhos... É gratificante poder servir e ajudar as pessoas com esta profissão. É uma área nova e que requer do profissional muito esforço, coragem e persistência”, compartilha Tiago com a reportagem do O Pantaneiro.

Vivendo há dois anos em Aquidauana, a curitibana Elisa Mara de Jesus ocupa hoje o cargo de chefe do Laboratório Municipal. Ela diz que o mais gosta na profissão é ter a certeza que o biomédico ajuda a descobrir doenças e estar sempre a serviço da saúde das pessoas.

“Como em toda profissão, existem muitos desafios, creio que na área da saúde eles sejam maiores, pois lidamos com vidas. Todos os dias encaramos novas doenças, novos microorganismos e novas tecnologias, por isso torna-se importante estar sempre em constante atualização e capacitação”, destaca Elisa.



A pandemia de coronavírus veio e colocou os biomédicos em alerta máximo, principalmente quem estava na linha de frente do combate. “Nesta Pandemia mesmo, estamos 24h do nosso tempo dispostos a realizar diagnóstico da Covid, para que a maioria da população tenha acesso ao diagnóstico e para que menos pessoas se infectem”, conta.

Por fim, Elisa diz que os interessados em ser biomédicos irão se deparar com uma profissão rica e abrangente, com diversas áreas de atuação, como: ambiental, reprodução humana, banco de sangue, genética e estética, que está em alta no campo profissional.

“O Biomédico deve ser curioso, ético e ter amor pelo próximo, creio que esses são ingredientes chaves para a formação de um profissional de destaque”, conclui Elisa.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Polícia

Polícia Civil prende suspeitos de latrocínio em Ribas do Rio Pardo

Taxista foi assassinado e Corolla levado para Campo Grande

Política

Ação Ambiental realiza conscientização na Biblioteca SESI de Aquidauana

Atividade contou com a participação das crianças do projeto de robótica da biblioteca e alunos do 2º ano da Escola Municipal Erso Gomes

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo