X
Vitória

"Pegar Covid foi a experiência mais difícil de toda minha vida" diz PM infectado em serviço

Reprodução Facebook

O aquidauanense e cabo da Polícia Militar Luiz Paulo Torres, de 33 anos, lotado no 11° Batalhão de Jardim, recebeu alta do Hospital Evangélico de Dourados, nesta quarta-feira (16), após contrair Covid-19 em serviço. Ele estava trabalhando em uma barreira sanitária quando contraiu o vírus.

Conforme Torres relatou para O Pantaneiro, os sintomas começaram no dia 22 de novembro, quando trabalhava em Porto Murtinho, testando positivo no dia seguinte vindo para Aquidauana para estar em isolamento. No dia 29, Torres começou a passar mal e exames constataram um quadro grave de pneumonia causada pela Covid, comprometendo 70% do pulmão.

“Fui transferido para a UTI [Unidade de Terapia Intensiva] do Hospital Evangélico de Dourados no dia 2 de dezembro, onde permaneci internado até receber alta, no último dia 16. Foi uma verdadeira batalha! Pude ver o quanto os profissionais de saúde se esforçam para manter os pacientes vivos, são verdadeiros heróis”, compartilha o policial.

Todos podem imaginar como é a rotina de um policial, mas com tudo que já passou, Torres acredita que contrair o vírus e conseguir vencê-lo foi o maior desafio da sua vida.

“Pegar Covid foi a experiência mais difícil de toda minha vida. Felizmente consegui vencer, com muita fé em Deus, as orações e mensagens de carinho dos meus familiares e amigos. O susto foi grande, pois esse é muito traiçoeiro, reage de várias maneiras diferentes em cada pessoa”, desabafa Torres.

O PM conclui a entrevista pedindo para que as pessoas levem a sério o que está sendo divulgado pela imprensa, pois a falta de leitos nos hospitais é real e, até que consigamos ser vacinados, a única solução é a prevenção.

“Evitem aglomerações, adotem as medidas de prevenção que toda hora está na TV, no rádio, nos jornais e nas mídias sociais. Eu mesmo me cuidei muito e infelizmente peguei Covid trabalhando. Imagina esse povo que não está se cuidando? Esse vírus é muito perigoso e está matando mesmo”, conclui.

Grato a Deus e por todas as orações, Torres agora passará um período em casa, se recuperando do desgaste causado pela doença, retornando para as ruas com sua farda no fim de janeiro.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Resgate

Bombeiros resgatam família cercada pelo fogo em sítio às margens do Rio Paraguai

A família foi retirada da área de risco e levada em segurança para a embarcação, sob os cuidados do subtenente Valdeci

Economia

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio acumulado em R$ 47 milhões

Sorteio será realizado a partir das 20h, horário de Brasília

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo