X
Aquidauana

Teatro da Juventude do Rio de Janeiro traz espetáculo a Aquidauana

O espetáculo será apresentado no Anfiteatro do CPAQ ? UFMS, no dia 30 de março

o Teatro da Juventude do Rio de Janeiro leva às platéias de todas as regiões do país o espetáculo ?Os Três Porquinhos ou Confissões de um Menino Levado" / Divulgação

Em sua temporada nacional do ano de 2010, o Teatro da Juventude do Rio de Janeiro estará trazendo para Aquidauana neste mês de março o espetáculo intitulado “Os Três Porquinhos ou Confissões de um Menino Levado”.

A apresentação cultural está inserida no Programa Nacional de Formação de Platéias do Ministério da Cultura, que tem como objetivo incentivar às crianças o hábito de freqüentar o teatro.

O espetáculo será apresentado no Anfiteatro do CPAQ – UFMS, no dia 30 de março, terça-feira, às 18h15. Lá, a platéia encontrará o ator Marcelo Dusi em mais um trabalho dessa vitoriosa companhia que todos os anos percorre o Brasil, levando momentos de lirismo para a criançada. A direção, ambientação e figurinos são assinados pelo dramaturgo Luiz Arthur, diretor da companhia carioca.

Fantasia
A figura de um doce e divertido vovô Manduca, leva a uma viagem encantada. Uma alegre visita aos “Três Porquinhos”, história que tem como grande “vilão” o Lobo Mau, e que proporciona aos pequenos espectadores um encontro com o “Medo”, sob uma ótica bem engraçada, a qual possibilita a evidência de que a “Força” não está nos músculos e sim na inteligência; pois é com a sabedoria que se resolve todas as situações da vida, esse é o foco desse trabalho.

Dentro dessa idéia , o Teatro da Juventude do Rio de Janeiro leva às platéias de todas as regiões do país o espetáculo “Os Três Porquinhos ou Confissões de um Menino Levado”; onde se estabelece uma analogia do “Menino Inácio” com o “Lobo Mau”, criando uma imediata identificação com o público. Da mesma forma que o Lobo provoca uma série de embaraços para os “Três Porquinhos”, Inácio também persegue seus colegas, e os faz passar por grandes apertos.

O “Menino Levado” se inspira no vilão da história, e se lança num processo de “atormentação” em cima de seus colegas; levando seu desfecho a uma conclusão satisfatória, pois assim como o Lobo não se dá bem com suas maldades, o menino também não consegue atingir seus objetivos.

Enfim, o espetáculo é uma reflexão sobre o “Bullying”, um problema que sempre existiu, mas que ganhou uma dimensão exagerada nos dias de hoje, ao aproveitarmos uma história conhecida procuramos lançar luz sobre o problema.

Aí entra a Arte, que, como sempre, catalisa os anseios da sociedade e encontra saída para todas as crises, e mesmo dentro de um espetáculo dirigido ao público infantil, podemos encontrar perguntas e respostas do nosso cotidiano, tanto para os pequenos, quanto para os adultos que os acompanham, pois isto é a magia do Teatro.

Quer conhecer mais o trabalho? Visite o site do grupo: www.teatrodajuventuderj.blogger.com.br

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Política

Ex-vereador Juliano de Palmeiras anuncia pré-candidatura em Dois Irmãos Do Buriti

Candidato manteve a candidatura pelo PSDB

Economia

Inflação de março pesou menos para famílias de renda alta, aponta Ipea

Recuo de passagens aéreas ajudou a frear preços

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo