X
Comemoração

Aquidauana 130 anos: Confira a coluna de Raquel Anderson

Confira a coluna de Raquel Anderson

Aquidauana / O Pantaneiro

Homenagem em forma de coluna! Raquel Anderson prestou homenagem ao aniversário de 130 anos de Aquidauana com um texto rico que você confere abaixo:

A gente sempre carrega no olhar o carinho e o desejo de permanecer ou de voltar, ainda que seja apenas para realimentar o nosso jeito de amar, realinhar os nossos sonhos, afinal, tem o rio que escorre, eternamente, com o seu curso, manso ou voraz, baixo ou na enchente, mexendo, lentamente, com as lembranças dentro da gente. O tempo quente, do calor efervescente, nos faz compreender, um dia, o que é o amor aquecido em nossa mente.

De manhãnzinha tem alvorada de aracuã, tem conhecido na padaria, todo dia, e o afã de que a gente se encontre, mais cedo ou mais tarde, na roda de tereré, esteja onde a gente estiver, há uma referência, um conhecido, comum ou diferente, do tempo dos parentes.

Aquidauanês é um jeito de falar daqui com poesia porque no silenciar de cada aquidauanense azula ainda mais a morraria, O sol e o luar são a nossa calmaria.

Azulão é a nossa torcida apaixonada, desmedida, na vida.

Há 130 anos, com percalços, desafios, enfrentamentos, parcerias, pescarias, baile, lida, briga, seca, chuva, de bem ou de mau, seja qual for a treta ou a empatia, a gente se aconchega pela grandeza desse lugar que nos coloca, sempre, rapidamente, em sintonia.

A exuberância da natureza, o jeito, os trejeitos, o sotaque pantaneiro, são marcas de um povo que pára a cidade para a Comitiva passar, que se junta e se ajunta na calçada, no bar, para prosear, pro churrasco ou para o jantar.

130 anos de um lugar que foi concebido para ser o suporte de quem vivia no Pantanal e é o Pantanal, é referência de regionalismo total.

130 anos das margens de um rio que se reverberou em ruas lajotadas, árvores com copas largas, paredes de arenito ornamentada no vão do rio, no eco dos nossos assovios.

130 anos de abrigo de parte da Nação Terena, um povo que nos ensina que a simplicidade e a grandeza valem à pena.

Estamos, todos, orgulhosos pelos 130 anos da cidade que se mantém linda, com as diferenças e adversidades.

Uma anciã com um número incontável de fãs porque, apesar dos desafios, das contingências do seu passado, é respeitável, o seu legado.

130 anos de reordenamento dos planos,de acertos e desenganos, de um lugar que nos permite sermos, verdadeiramente, humanos.

Raquel Anderson

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Educação

Professores de instituições federais de ensino entram em greve

Comando de greve será instalado hoje às 14h30 na sede da Andes

Meio ambiente

Brasil precisa recuperar 25 milhões de hectares de vegetação nativa

Meta de 12 milhões deve ser cumprida até 2030

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo