X
Bonito

Por 'inconveniência', PM que agrediu mulher em Bonito é transferido

Ele já havia sido afastado por ordem do governador

Por inconveniência da permanência, o comandante-geral da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, coronel Marcos Paulo Gimenez, transferiu para Campo Grande o oficial que foi filmado por câmeras de segurança agredido uma mulher na cidade de Bonito, no dia 26 de setembro.

Conforme portaria publicada no Diário Oficial do Estado, o militar foi transferido de Bodoquena, onde estava lotado atualmente, para a Capital, enquanto responde procedimento administrativo. Além disso, ele já havia sido afastado por determinação do Estado.

Na data das agressões, a vítima se envolveu em uma confusão em um restaurante da cidade e foi encaminhada ao quartel da PM, para registro do boletim de ocorrência. Lá, foi agredida com tapas, socos e chutes pelo oficial. A ação foi registrada por câmeras de segurança e as imagens vieram à tona neste final de semana.

Por este motivo, o governador Reinaldo Azambuja mandou afastar todos os militares envolvidos. O detalhe é que, após as agressões, a ocorrência foi encaminhada à Delegacia de Polícia Civil e relatava apenas fatos de ameaça, dano, resistência, desacato e embriaguez. Os PMs alegavam desacato, mas obviamente não citavam a agressão cometida.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Saúde

Hospital Regional de MS lança 'Dia D' de cadastro de doadores de medula óssea

Servidores, acadêmicos, estagiários, residentes, funcionários terceirizados e instituições parceiras estão sendo convidados a participar dessa importante iniciativa que pode salvar vidas

Pantanal

Combate aos incêndios no Pantanal tem reforço de bombeiros do PR e GO

Operação Pantanal 2024 completa 114 dias nesta quarta-feira

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo