19 de outubro de 2021
Anuncie Aqui
Política

Indicação de Moro para o Ministério da Justiça divide opiniões

Enquanto aliados do presidente eleito elogiaram a escolha, a oposição criticou

1 NOV 2018 - 15h05min
Agência Brasil

A confirmação do juiz federal Sergio Moro para comandar o Ministério da Justiça e Segurança gerou reações distintas. Nesta quinta-feira (1º), Moro aceitou o convitefeito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro. Enquanto aliados do presidente eleito elogiaram a escolha, a oposição criticou. "Sem dúvida alguma, a sua posição à frente do ministério vai resgatar cada vez mais a esperança do povo brasileiro", disse o senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), eleito governador de Goiás, no primeiro turno.

Campanha Drogaria Aquidauana Institucional - 02

Em vídeo publicado nas mídias sociais, Caiado se dirigiu diretamente ao presidente eleito, enaltecendo a sensibilidade de Bolsonaro ao escolher "um homem do quilate, da competência e da capacidade de Sergio Moro para combater a corrupção em nosso país".

Caiado finalizou a breve fala colocando-se à disposição para trabalhar em sintonia com o futuro governo: "Contem com Goiás para poder dar dignidade a toda esta nação e fazer a política com altivez."

Para o deputado Daniel Coelho (PPS-PE), a escolha segue o anseio da população de combate no que se refere ao combate à corrupção e representa o fortalecimento da Operação Lava Jato. "A gente sabia que teria chiadeira da velha política para a indicação de Moro, mas, pelo trabalho que ele fez e pelo desejo do povo brasileiro de combater a corrupção, sem nenhuma dúvida é uma grande escolha”, disse o deputado em vídeo postado nas mídias sociais.

Após elogiar a escolho de Moro, Coelho disse que o PPS terá posição crítica em relação ao futuro governo e criticou a fusão dos ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente.

Politização

A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, manifestou-se no Twitter, primeiro em tom irônico, quando Moro estava reunido com Bolsonaro, depois atacando a decisão do juiz federal. “Moro será ministro de Bolsonaro depois de ser decisivo para sua eleição, ao impedir Lula de concorrer”, escreveu a senadora.

Segundo Gleisi, o PT “denunciou a politização” das decisões de Moro, no episódio do grampo da ex-presidente Dilma Rousseff em conversa com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e no vazamento da delação do ex-ministro Antônio Palocci, nas vésperas do primeiro turno. “Ajudou a eleger, vai ajudar a governar”, afirmou.

Antes da confirmação de Moro, Gleisi criticou o encontro dos dois, lembrando que Bolsonaro afirmou que “Lula vai apodrecer na cadeia" e queria "exterminar os vermelhos”. “Viva juízes isentos como Moro e presidentes democráticos como Bolsonaro”, finalizou.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Familiares informam velório de Joséfa Maria

2
Policial

Após temporal, idoso escorrega de telhado e morre

3
Policial

Homens são presos com pintados fora da medida em camionete

4
Policial

Homem é preso ao tentar fugir de bar sem pagar a conta

Informe Publicitário

Informe

Drogaria Aquidauana: há 8 anos protegendo sua família

Previsão do Tempo

min20 max31

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Não chove.
min20 max31

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Não chove.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
1,99m
Miranda
2,01m
Paraguai
0,19m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Aliás...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

AI de ti, AQUIDAUANA!

Gabriel Novis Neves

MANIA NOVA

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Telefones Úteis

Receita Federal

Rua Luis da Costa Gomes, s/n - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 2640/1383
Camping

Camping Pequi - Estrada da Margem Esquerda

, - 79210-000 Anastácio/MS (55) (67) 3245-0949/ www.pantanalpequi.com.br
Médicos

Flavio Arima - Ortopedista

Rua Duque de Caxias, - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-8727
Ver Mais
2
Entre em nosso grupo