20 de setembro de 2021
Anuncie Aqui
Política

Novo partido não usará fundo eleitoral sancionado, diz Bolsonaro

Presidente participou de evento de apoio ao Aliança pelo Brasil

19 JAN 2020 - 09h49min
Agência Brasil

Novo partido criado pelo presidente Jair Bolsonaro, o Aliança pelo Brasil não usará a verba do fundo eleitoral de R$ 2 bilhões, sancionado ontem (17) à noite com o Orçamento de 2020. O presidente deu a declaração durante discurso em evento para mobilizar apoiadores da nova legenda, na Associação Comercial do Distrito Federal, em Brasília.

Drogaria Aquidauana - Aniversário de 8 anos - Bonificação_02

O presidente justificou que a não sanção do fundo aprovado pelo Congresso poderia implicá-lo em crime de responsabilidade. Ele disse que sancionou o fundo eleitoral a contragosto, mas assegurou que o Aliança não usará esses recursos para angariar apoiadores nem para disputar as eleições municipais deste ano, caso a legenda consiga levantar assinaturas suficientes para oficializar a criação.

“Temos que agir com inteligência. De vez em quando, recuar. Algumas coisas, eu sanciono contra a minha vontade. Outras, eu veto contra a minha vontade também. O Brasil não sou eu”, disse o presidente à plateia de apoiadores.

Em relação à economia, Bolsonaro disse que manterá a linha liberal, com a diretriz de diminuir o tamanho do Estado. O presidente afirmou que essa não era sua visão no passado, mas disse que, no governo, a cada dia se surpreende ao descobrir a existência de determinados órgãos. Como nos últimos dias, ele reafirmou a defesa da retirada de intermediários no transporte de combustíveis, para reduzir o preço final aos consumidores, e defendeu a venda direta de etanol das usinas para os postos de abastecimento.

O presidente disse que pretende se recandidatar a reeleição em 2022. Segundo ele, se o partido conseguir se mobilizar, pode formar uma bancada de até 100 parlamentares no Congresso daqui a dois anos. Ao fim do evento, centenas de apoiadores distribuíram fichas para coletar assinaturas para a criação da legenda, depois de o presidente deixar o local. Para disputar as eleições de 2020, o partido depende do reconhecimento de pelo menos 492 mil assinaturas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

 

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

PM acaba com festa, apreende menores de idade bêbados e prende organizadores em Aquidauana

2
Policial

Ao verificar denúncia, polícia prende traficante e apreende drogas em Aquidauana

3
Geral

PMA desmonta acampamento de caçadores à margem do rio Apa na fronteira

4
Geral

Rapaz faz disparos na frente de PM, foge e bate contra árvore em Corumbá

Informe Publicitário

Informe

De loja nova, Soffi Cosméticos vai dar um up na sua beleza

Previsão do Tempo

min23 max42

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Não chove.
min23 max42

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Não chove.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
1,99m
Miranda
2,01m
Paraguai
0,19m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

A...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

MUDANÇAS: APLIQUES DO DESTINO!

Gabriel Novis Neves

MANIA NOVA

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Auto Escolas

Auto Escola União

Rua Marechal Mallet, 622 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS 67 - 3241-2506 / 840
Advocacia

Heber Seba Queiroz

Rua Marechal Mallet, 398 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-9999 / Cel
Auto Escolas

Auto Escola Ativa

Rua Theodoro Rondon, 595 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-8282
Ver Mais
2
Entre em nosso grupo