X
Junho Prata

MS coloca em prática ações de combate à violência contra o idoso

São previstas ao menos 200 ações em todo o Estado

Dentro do calendário com mais de 200 ações em todo o Estado, o Junho Prata segue a todo vapor em Mato Grosso do Sul. Na segunda quinzena do mês, a Cidadania vai discutir o tema com as pessoas com deficiência, indígenas e população negra.

Instituído pela ONU como um alerta para conscientização e combate a atos de violência contra os idosos, a campanha que em Mato Grosso do Sul leva o nome de Junho Prata chama a atenção para a pauta sobre os cuidados e o acolhimento que a sociedade deve ter com a pessoa idosa.

Desde 2018, quando o Junho Prata foi estabelecido pela Lei Estadual 5.215, o Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Cidadania e demais parceiros, vem dando ênfase às políticas públicas de prevenção e enfrentamento às violências.

Subsecretária de Políticas Públicas para Pessoa Idosa, Zirleide Barbosa, explica que devido ao envelhecimento acelerado da população, em especial no Brasil, cada vez mais estão sendo registradas violações dos direitos da pessoa idosa.

“Por isso a data é importante, para a gente discutir e, através da campanha, levarmos conhecimento sobre os tipos de violência e as formas de enfrentamento. Diminuir as violências é obrigação do Estado, da família e de toda a sociedade”, enfatiza Zirleide.

Enquanto Subsecretaria de Políticas Públicas para Pessoa Idosa, a gestora explica que foi formado um GT onde estão presentes as secretarias de estado, demais órgãos governamentais e da sociedade civil, para discutir o enfrentamento aqui em MS.

“E cada uma dessas instituições tem o seu papel. A Secretaria de Estado da Cidadania tem a função de articular todas essas políticas públicas, de reunir e discutir com a segurança pública, com a saúde, educação e assistência social. Todos estamos unidos para fazer este enfrentamento e o resultado tem sido uma agenda, durante o Junho Prata, de mais de 200 ações acontecendo simultaneamente nos municípios”, completa.

Dentro da premissa do Governo do Estado, da transversalidade e sem deixar ninguém para trás, a pauta tem sido discutida nos diferentes territórios entre as diversas populações que compõem Mato Grosso do Sul.

Um dos encontros será com as pessoas com deficiência na roda de conversa “Enfrentamento à Violência contra a Pessoa Idosa”, na quinta-feira (20), no Ismac (Instituto Sul-Mato-Grossense para Cegos) “Florivaldo Vargas”.

Para a subsecretária de Políticas Públicas para Pessoa com Deficiência, Telma Nantes de Matos, o Junho Prata também deve ser discutido pelas pessoas com deficiência.

“Estamos realizando este evento que é uma grande roda de conversa para levar informação que seja acessível para as pessoas com deficiência. É importante abrir essa discussão porque muitas vezes as pessoas com deficiência ficam à margem das palestras e programações”, pontua Telma.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Saúde

Hospital Regional de MS lança 'Dia D' de cadastro de doadores de medula óssea

Servidores, acadêmicos, estagiários, residentes, funcionários terceirizados e instituições parceiras estão sendo convidados a participar dessa importante iniciativa que pode salvar vidas

Educação

Inscrições para o Prouni são gratuitas

Canal oficial para inscrição no Programa Universidade para Todos (Prouni) é o Portal Único de Acesso ao Ensino Superior

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo