X
Meio Ambiente

Pela primeira vez, TJMS realiza descarte ecológico de 10 mil processos físicos

O procedimento segue as regras dispostas em Portaria que dispõe exatamente sobre o descarte de processos físicos do TJ

Descarte ecológico / Divulgação/TJMS

O Departamento de Pesquisa e Documentação, vinculado à Secretaria Judiciária do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), realizou na manhã de hoje (7), o descarte ecológico de cerca de 10 mil processos físicos. O procedimento inédito nesta amplitude na justiça comum, foi acompanhado por servidores e pela diretora do referido departamento, Zeli Paim de Menezes Lopes Vasques.

Entre os processos descartados estavam autos da comarca de Dourados e de segunda instância, além de processos administrativos. Grande parcela passou pelo mutirão de classificação dos processos do arquivo geral e judicial, cuja primeira etapa, finalizada em fevereiro deste ano, analisou 217 mil autos.

Ao longo do mutirão foram identificados processos de guarda definitiva, com valor histórico e que, por motivos específicos, ainda devem ser mantidos no formato físico. O restante pôde ser encaminhado para o descarte, o qual teve apenas sua primeira parcela feita no dia de hoje.

Ainda conforme o TJ, o procedimento segue as regras dispostas na Portaria nº 2.177/2021, que dispõe exatamente sobre o descarte de processos físicos do arquivo geral e judicial centralizado do Tribunal de Justiça de MS.

De acordo com a norma, antes da eliminação foram digitalizadas, a fim de manter-se registro digital de dados e das informações processuais no SAJ, as peças dos processos: petição inicial; sentenças; decisões de julgamento parcial de mérito; decisões terminativas; acórdãos; decisões monocráticas; e certidões de trânsito em julgado.

No local, os processos passaram por um triturador e foram compactados em fardos para posterior reciclagem.

Segundo contrato firmado, a empresa que realizou o descarte e ficou com o material reciclável pagará ao TJMS por quilo do papel adquirido. O valor arrecadado será repassado a entidade beneficente interessada, mediante convênio.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Economia

Haddad atribui a má avaliação da economia à desinformação

Ministro disse que é "avassalador" o que se vê na rede social

Geral

Operadoras de jogos online deverão prevenir lavagem de dinheiro

Medida foi publicada nesta sexta no Diário Oficial

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo