05 de julho de 2022
Anuncie Aqui
Dr. Giuliano Máximo

"Decreto não é lei"

Giuliano Máximo
21 AGO 2020 - 09h25min

Essa frase ficou famosa dias atrás em razão da fala do desembargador Eduardo Siqueira, que foi abordado na rua sem máscara pela guarda municipal de Santos/SP. Sem qualquer juízo de valor ao comportamento do julgador, que por sinal já foi muito debatido pela imprensa e  redes sociais, resta analisar se o que ele falou tem fundamento ou não.

Bem, a priori, o desembargador está certo. Decreto não é lei mesmo. Na verdade, a origem dessas normativas são diferentes. A lei é aprovada pelo Legislativo, órgão que representa a população para fazer leis, ao passo que o decreto é editado, como regra, pelo Executivo para regulamentar o que as leis prescrevem. Essa teoria vem dos bancos acadêmicos e tem sua razão de ser para dividir competências. Outro ponto ainda deve ser destacado, todos somos obrigados a fazer ou deixar de fazer algo somente em virtude de lei. É o famoso princípio da legalidade.

Por essa leitura inicial, o que foi argumentado pelo desembargador está correto. Mas a questão não é tão simples assim. Em algumas situações, a própria lei permite que o alcance de sua força esteja em um decreto, de acordo com cada particularidade. Isto é, a lei traz a regra geral e o decreto estabelece, por exemplo, quais atividades podem ou não ser realizadas dentro da realidade de uma região ou de acordo com a época vivenciada. Isso pode ocorrer em todas as áreas, até mesmo no direito penal (normas penais em branco).

E foi exatamente isso o que a lei que trata da pandemia no coronavírus no Brasil estabeleceu. De acordo com a Lei nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020, as autoridades poderão adotar medidas para o enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional através de decretos em sua região, como, por exemplo, o isolamento, a quarentena e até mesmo restrição à liberdade de locomoção. Tudo deve ser feito de maneira fundamentada e com tempo certo de vigência, como forma de evitar desmandos. Um detalhe importante, essa mesma lei prevê como obrigatório o uso de máscaras para circulação em espaços público e privados acessíveis ao público, em vias públicas e em transportes públicos coletivos.

Ainda bem que nossos tempos são outros e os decretos não caminham por linhas tortuosas como já ocorreu no passado. Imaginem se estivéssemos há aproximadamente dois séculos de distância no passado. O então Príncipe Regente preocupado com notícias propagadas “ou pela imprensa, ou verbalmente, ou de outra qualquer maneira propaguem e publicquem os inimigos  da ordem e da tranquillidade e da união, doutrinas incendiarias e subversivas, principios desorganizadores e dissociaveis; que promovendo a anarchia e a licença, ataquem e destruam o systema” resolveu nomear cidadãos bons, honrados, inteligentes e patriotas como juízes de direito para julgar os crimes de abuso de liberdade de imprensa, sendo que o único recurso cabível para os condenados seria a Real Clemencia do monarca[1]. Naquela época os desembargadores eram dispensáveis e o decreto era lei.

 

[1] Decreto de 18 de junho de 1822. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/historicos/dim/DIM-18-6-1822-2.htm. Acesso em 21 ago 2020.

 

 

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Aquidauana e Anastácio registram acidentes no início da manhã desta segunda-feira

2
Charges

CPF cancelado

3
Anastácio

Anastácio se despede de Atanasio Medina nesta segunda-feira

4
Policial

Andarilho morre atropelado na BR-262

Informe Publicitário

Informe Publicitário

Empresário une esportes e loja Black Fish tem Clube de Tiros Orsi em seus serviços

Previsão do Tempo

min25 max33

Aquidauana

Predomínio de sol
min25 max33

Anastácio

Predomínio de sol

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,00m
Miranda
2,06m
Paraguai
2,46m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Alguns...

Raquel Anderson

Aquidauanês!

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

"6º ENCONTRO DAS RELÍQUIAS"

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Pousadas

Pousada Mangabal - Nhecolândia

, - Aquidauana/MS (55) (67) 3356-1413 www.pousadamangabal.com.br
Escolas Municipais

Escola Municipal Antonio Santos Ribeiro

Rua Hugo Correa, Distrito de Piraputanga - 79200-000 Aquidauana/MS (67)
Telefones Úteis

Procon- Casa da Cidadania

Praça Afonso Pena, - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 5650
Ver Mais
2
Entre em nosso grupo