30 de novembro de 2021
Anuncie Aqui
Gabriel Novis Neves

EFICÁCIA

dothCom Consultoria Digital2
9 JUL 2021 - 09h46min

Muitas pessoas me perguntam sobre a eficiência das três vacinas utilizadas aqui em Cuiabá para imunização da sua população contra o Covid19.

Não adianta lembrá-las que há cinco anos estou afastado das atividades médicas.

A pioneira das vacinas aqui foi a Coronovac (chinesa), seguida da AstraZenica (inglesa) e mais recentemente a Phizer (norte-americana).

Todas aprovadas pelas agências internacionais de controle de medicamentos e também pela nossa Anvisa, que tem por finalidade institucional promover a proteção da saúde da população.

Recebi a primeira dose da Astrazenica no início de fevereiro, pois era a vacina da vez, sem escolha.

Depois da metade de maio recebi a segunda dose.

Naquela altura já se comentava que eu era um sujeito de sorte por ter sido vacinado com a inglesa.

Em maio a minha funcionária da cozinha foi vacinada com a Pfizer e foi a minha vez de comentar com ela que era uma sortuda.

As vacinas, de um modo geral, podem apresentar, mesmo após a segunda dose, uma série de efeitos não desejáveis.

O mais importante e preocupante é o número de infectados que estão surgindo de forma grave naqueles já imunizados com a segunda dose de todas as marcas.

Outro fator muito percebido é que na testagem para anticorpos contra o vírus encontram-se resultados muito baixos, indicando que o vacinado não desenvolveu anticorpos em número desejavel, estando assim sujeito a nova infecção.

Isso tem provocado uma pane no ritmo da vacinação especialmente com relação à Coronovac.

Quando uma pessoa é agendada para vacinar e descobre que a vacina do dia é a Coronavac, desiste. E fala que vai aguardar outra oportunidade, o que significa um erro gravíssimo.

No momento a preferida por aqui é a norte-americana embora haja notícias de pacientes que mesmo com a segunda dose, terem desenvolvido a doença.

Assim como há relatos de vacinados com a inglesa, que também contraíram o vírus que mata.

Só com o acompanhamento da vacinação chegaremos a um resultado de imunização com as vacinas disponíveis.

Todas as vacinas colocadas à disposição da humanidade em número de seis, passaram por rigorosos testes de laboratório e em humanos, sendo aprovadas.

Existem mais doze vacinas em testes com vivos e mais de uma centena em laboratórios do mundo todo, nada comparável ao acompanhamento dos vacinados pelos próximos anos.

Enquanto cientistas de todo o mundo trabalham, estaremos sujeitos a essa verdadeira guerra com fins bem conhecidos, porém não divulgados corretamente.

Vacina é apenas uma estratégia coletiva de tratamento, por enquanto.

“Eu só sei que não sei nada”- no caso sobre a eficácia das vacinas.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Menina é estuprada por convidado durante festa na piscina

2
Policial

PRF que atirou contra homem nu em motel é encontrado morto

3
Policial

Miss Transex MS é presa por dopar e roubar clientes após "encontros"

4
Policial

Homem é perseguido e morto após atropelar criança

Informe Publicitário

Informe

Selaria União: couro e moda country você encontra aqui!

Previsão do Tempo

min21 max33

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Não chove.
min21 max33

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Não chove.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,45m
Miranda
2,42m
Paraguai
0,24m

Colunas e Blogs

Gabriel Novis Neves

Cheiro de Natal

Valdemir Gomes

Ao...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

Leila Diniz ("UMA MULHER SOLAR") Marília Mendonça ("...

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Farmácias e Drogarias

Drogaria Pantanal

Bichara Salamene, 1645 Bairro da Serraria - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 2743
Médicos

Heraldo Alan K. J. de Paula - Radiologista

Rua Duque de Caxias, 645 Bairro Alto - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-2279
Hospitais/Postos de Saúde

Posto de Saúde da Santa Terezinha - Centro de Saúde Dr. Cláudio Fernando Estela

R. Carlos Ferreira Bandeira, s/nº Stª Terezinha - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-4027
Ver Mais
2
Entre em nosso grupo