30 de novembro de 2021
Anuncie Aqui
Gabriel Novis Neves

SUPERSTIÇÕES NO PARTO

dothCom Consultoria Digital2
10 JUL 2021 - 09h47min

Desde antigamente as superstições no parto abastecem o nosso imaginário com fatos os mais diversos possíveis.

A medicina é uma ciência cuja prática enfrenta crenças infundadas impregnadas em certos pacientes, crentes que os atos poderiam sofrer influências da sorte, azar, etc; e nada melhor que no trabalho de parto para exercitá-las.

Na moderna obstetrícia é muito recente o parto hospitalar e lembro o exemplo da minha mãe, que terminou nove gestações com partos normais caseiros.

Quando minha irmã caçula nasceu, próximo dos anos 60, eu cursava o medicina no Rio de Janeiro e quem fez o parto foi meu próprio pai, comerciante, que estava bem treinado para assistir ao nascimento de um bebê.

O parto caseiro tem o ritual pré e pós-parto, todos ricos em superstições.

Preparar as chaleiras de água quente para o banho do bebê e a higiene das parturientes.

Cavar no quintal um buraco para enterrar a placenta e escolher um cálice de cristal para depositar o vinho do Porto que saúda o novo morador da casa.

A presença das parteiras acontecia no início do trabalho de parto ou rotura da bolsa de águas.

Isso poderia demorar até dois dias, dependendo da fase do trabalho de parto quando eram chamadas.

Uma cuidadosa parteira tinha em sua bolsa profissional uma garrafa de vidro vazia, um vidro de óleo, um de mercúrio cromo, algodão, atadura, um pedaço de fio esterelizado e tesoura.

Trazia consigo também, para pendurar no pescoço das suas parturientes, um enorme "breve" (escapulário), onde se acreditava guardarem orações milagrosas escritas em papel, envoltas por tecido.

Durante as contrações uterinas do trabalho de parto, as parturientes recebiam instruções para agarrar firme naquele amontoado de panos formando uma circunferência do tamanho de uma bolacha, e fizessem preces para que tudo ocorresse bem.

Na alta, a parturiente entregava o "breve", no mais das vezes envolto por um novo tecido, pois o original costumeiramente terminava manchado pelo suor ou gotas de sangue.

Quando retornei formado médico para Cuiabá conheci muitas parteiras, verdadeiras heroínas da nossa sociedade, especialmente dos menos privilegiados economicamente.

Trabalhavam diuturnamente e não exigiam ou se importavam com gratificações.

Recebi no hospital muitas parturientes com sua parteira e as tratava com respeito e admiração.

Em uma tranquila madrugada, acompanhei até o nascimento do bebê a uma gestante adornada com um gigantesco colar e "breve" no pescoço.

Conhecedor da história do "breve", perguntei-lhe sobre a crença na força dessa superstição.

Diante da resposta afirmativa, fiquei imaginando a curiosidade de um colega mais antigo, que teve o desplante de solicitar autorização para, com uma gilete, desfazer as inúmeras costuras das bolsas que guardavam a oração milagrosa.

Concluído o trabalho encontrou um pedaço de papel que dizia:

“Quer parir pari, não quer, não pari”.

Estava desvendado o mistério que acalentou gerações de parturientes.

Temos que acreditar também nesta centenária ciência que é a da fé!

 

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Menina é estuprada por convidado durante festa na piscina

2
Policial

PRF que atirou contra homem nu em motel é encontrado morto

3
Policial

Miss Transex do MS é presa por dopar e roubar clientes após programas sexuais

4
Policial

No MS, homem é perseguido e morto após atropelar criança

Informe Publicitário

Informe

Selaria União: couro e moda country você encontra aqui!

Previsão do Tempo

min21 max33

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Não chove.
min21 max33

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Não chove.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,45m
Miranda
2,42m
Paraguai
0,24m

Colunas e Blogs

Gabriel Novis Neves

Cheiro de Natal

Valdemir Gomes

Ao...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

Leila Diniz ("UMA MULHER SOLAR") Marília Mendonça ("...

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Telefones Úteis

Policia Civil - Delegacia Regional - DRPA

Luís da Costa Gomes, 555 Cidade Nova - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241- 8203
Supermercados

Supermercado Atlântico

Oscar de Barros 0 L 20 Qdr. 11, Santa Terezinha - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-2960 / 324
Hospitais/Postos de Saúde

FUNRURAL - Associação Beneficente Ruralista

Rodovia Aquidauana - CERA, Km 04, - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241- 4123 / 32
Ver Mais
2
Entre em nosso grupo