20 de maio de 2022
Anuncie Aqui
Gabriel Novis Neves

Vendedor de jornais

dothCom Consultoria Digital2
25 JAN 2022 - 05h05min


Estava terminando o meu curso ginasial no Colégio dos Padres quando soube que alguns colegas já estavam ganhando um dinheirinho.

Quis me entrosar para saber como entrar nesse negócio de ganhar dinheiro.  Naquela época não existia pandemia nem essas doenças virais que matou muita gente, e que agora tem tratamento.  A prioridade era ter sempre uns trocados para o cinema e assistir aos jogos de futebol.  Saúde tinha, a não ser um resfriadinho de vez em quando, que a minha mãe curava com gemada.

Meus colegas procuravam a irmã do Arcebispo Auxiliar de Cuiabá, responsável pelo jornal “A Cruz” editada pelo episcopado e também da Rádio Bom Jesus de Cuiabá.  Grandes nomes da literatura mato-grossense como Dr. Barnabé de Mesquita, Luís Filipe Pereira Leite e o próprio Dom Aquino Correa, ficavam responsáveis pelos editoriais.

Chegando ao prédio do Seminário aos domingos, depois da sete horas da manhã, íamos à sala da responsável.  Dávamos o nosso nome e pegávamos cerca de trinta jornais para a venda.  Findo o trabalho voltávamos ao Seminário e acertávamos as contas da nossa produção.

Ganhávamos um percentual por jornal vendido. Sendo jornal religioso, só era comprado por católicos. Os mais crentes faziam assinatura anual e recebiam pelos Correios, muitas vezes atrasado.

Jornalzinho difícil de ser vendido! Muitos compradores faziam a aquisição para nos ajudar. Nunca consegui vender os trinta jornais que recebia, mesmo após percorrer toda a cidade até o Porto.

Na ocasião circulavam os jornais “O Estado de Mato-Grosso” fundado e dirigido pelo seu proprietário Archimedes Pereira Lima. Era o jornal de maior circulação, e sua sede ficava na rua 13 de junho, após à Praça Ipiranga.

“O Diário Oficial” era um jornal que publicava os atos do Governo do Estado, do Legislativo e Judiciário.  Funcionava na Presidente Vargas esquina com a rua do Campo. Trabalhava na distribuição do mesmo Wlademir Dias-Pino.

Existiam ainda dois jornais de partidos políticos: “O Social Democrático”, do PSD. Funcionava num velho sobrado de adobe que desabou. Em seu lugar foi construída a Praça Dr. Alberto Novis.

O outro pertencia a UDN e era impresso em folhas amarelas. Funcionava na casa de um famoso professor, quase vizinho a casa do meu avô, na Voluntários da Pátria.

Os “bacharéis” como eram chamados os cuiabanos recém-formados no Rio de Janeiro em Direito, escreviam muito no amarelinho.  Nomes como José Feliciano de Figueiredo, João Moreira de Barros, Lenine de Campos Póvoas, Euricles Mota, entre outros, brilharam com seus artigos vibrantes no “O Combate”.

Já o professor Gastão de Matos Muller, o próprio Filinto Muller, Emanuel Pinheiro eram as “estrelas” do “Social Democrático”.

Estes dois últimos jornais assim que saiam às ruas tinham logo as suas edições esgotadas.

Meu pai me proibiu de vender esses jornais na rua, temendo brigas para adquirir um número deles.  

Logo depois viajei para o Rio à procura de uma nova profissão.

 

 

Veja também

Mais Lidas

1
Anastácio

Corpo encontrado no rio Aquidauana é de Cristiano, desaparecido desde domingo

2
Policial

Testemunha gravou execução de policiais em rodovia (vídeo)

3
Aquidauana

Tiros de borracha e perseguição: polícia prende traficante em Aquidauana

4
Anastácio

Carreta tomba em Anastácio, após motorista desviar de animal na pista

Informe Publicitário

Informe Publicitário

Chiquinho Sorvetes faz aniversário e convida você para a comemoração!

Previsão do Tempo

min11 max23

São Paulo

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,47m
Miranda
3,68m
Paraguai
2,33m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Vejo...

Gabriel Novis Neves

Chorões da Cuiabá antiga

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: PARABÉNS, O PANTANEIRO!

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Escolas Municipais

Escola Municipal Indígena Feliciano Pio

, Distrito de Taunay - 79200-000 Aquidauana/MS (67)
Moto Táxi

Moto Táxi Aquidauana

Rua 7 de Setembro, s/nº Centro - Ponto de referência: Frente ao Mercado Ce - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-5341
Bares/Panificadoras/Lanchonetes

Conveniência Millênium

Rua Sete de Setembro, s/n Guanandy - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-6346 / 840
Ver Mais
2
Entre em nosso grupo