05 de julho de 2022
Anuncie Aqui
Fausto Matogrosso

DEUSES E FOGO NA FLORESTA

dothCom Consultoria Digital2
4 SET 2019 - 07h35min

 

            A natureza e as florestas sempre foram protegidas pelos deuses. Na mitologia grega tínhamos Pã, deus dos bosques e dos campos. Metade homem, metade bode, era filho de Zeus com sua ama de leite, a cabra Amalteia. Vivia flanando pelos bosques tocando flauta e dançando com sedutoras ninfas. 

            Já os etruscos tinham Flora. Os sumérios, Inana, Os romanos, Sivano e Fauno. Os gauleses, Cerridwen e os celtas a deusa Jhanna.  Também os encontramos na mitologia egípcia, hindu e maia. A Amazônia está mesmo precisando da proteção dos deuses. Que não nos faltem a proteção de Iara e Jaci, nossas deusas tupi guaranis.

            Meio ambiente e desenvolvimento sustentável têm se tornado assuntos de todos. As expressões caíram na boca do povo. Existem duas possibilidades. Ou viraram um chavão, destituído de significado real, ou representa um conceito que realmente se tornou o zeitgeist – o “espírito dos tempos”, termo criado por filósofos alemães – da nossa era.

            Essa última hipótese parece ser a mais verdadeira. O meio ambiente se tornou um dos problemas globais mais candentes e se tornou um desafio da civilização. Meio ambiente e desenvolvimento tem que caminhar juntos.

            O termo desenvolvimento sustentável foi definido pela Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, da Organização das Nações Unidas, em 1987. Desenvolvimento sustentável é aquele que “satisfaz as necessidades presentes, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de suprir suas próprias necessidades”. Ou seja, não é apenas a questão da nossa qualidade de vida, mas sim a dos nossos descendentes, portando é também, um desafio ético.

            A questão não pode ser entendida como um problema que possamos resolver dentro das nossas fronteiras e sim exige grandes articulações civilizatórias, com acordos e entendimentos amplos, pactuados em grandes fóruns globais, com os quais devemos ter compromissos, embora nosso governo esteja sendo relutante quanto a eles.

            Dentro deste contexto surgem os incêndios na Amazônia. É certo que existem muitas falsas verdades e muitos mitos nessa discussão. É falsa, por exemplo, a idéia de que a Amazônia seja pulmão do mundo. Igualmente é mito que os defensores do meio ambiente são pessoas radicais, fanáticas, poetas, inocentes-úteis que se mantêm alienadas da realidade, sonhadores com um paraíso inexistente. Esses preconceitos nos cegam e tiram nossa racionalidade.

            A inteligência nos remete a filtrar as narrativas, com a ajuda da ciência, que infelizmente anda tão maltratada ultimamente. Mas ela é nossa única ferramenta na busca da verdade.

            Segundo Fernando Henrique Cardoso, precisamos de bom senso e racionalidade, virtudes que ele considera difíceis num país polarizado. Patriotismo não se mede por bravatas nacionalistas, sobretudo quando insultuosas. A proteção do bioma amazônico é, acima de tudo, do interesse do Brasil, um interesse coincidente com o dos demais países que compartilham esse bioma e também com o do planeta.

            Nestes dias da crise das queimadas, a questão não pode ser tratada como tema ideológico. Tem ficado claro que o presidente não tem a maioria da opinião pública ao seu favor, fato comprovados pelas recentes pesquisas do Datafolha e da Consultoria XP. Segundo esta última, as pessoas acham que os principais responsáveis são fazendeiros e posseiros (39%), que a atuação do governo tem sido ruim e péssima (49%), que o país deve aceitar a ajuda do G7 (70%), mesmo que esse tenha como motivação os interesses políticos e econômicos (62%).

            O Brasil precisa, pois, de políticas ambientais ditadas pelo equilíbrio, como tem demandado a população. Que os deuses da floresta nos protejam. Apelemos para a mitologia indígena. Que o Curupira e a Caipora protejam o ambiente de seus predadores humanos, ludibriando-os para que se percam na floresta, espantando suas presas, batendo nos cães de caça e desorientando os caçadores com toda sorte de ruídos.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Aquidauana e Anastácio registram acidentes no início da manhã desta segunda-feira

2
Charges

CPF cancelado

3
Anastácio

Anastácio se despede de Atanasio Medina nesta segunda-feira

4
Policial

Andarilho morre atropelado na BR-262

Informe Publicitário

Informe Publicitário

Empresário une esportes e loja Black Fish tem Clube de Tiros Orsi em seus serviços

Previsão do Tempo

min25 max33

Aquidauana

Predomínio de sol
min25 max33

Anastácio

Predomínio de sol

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,00m
Miranda
2,06m
Paraguai
2,46m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Alguns...

Raquel Anderson

Aquidauanês!

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

"6º ENCONTRO DAS RELÍQUIAS"

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Advocacia

Dr. Douglas Melo Figueiredo

Rua Manoel Antonio Paes de Barros, 415 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-4900
Distribuidoras de Gás

Liquigás - Lig Gás

Rua Oscar Trindade de Barros, s/n Santa Terezinha - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-2323
Escolas Municipais

Escola Municipal Antonio Santos Ribeiro

Rua Hugo Correa, Distrito de Piraputanga - 79200-000 Aquidauana/MS (67)
Ver Mais
2
Entre em nosso grupo