18 de agosto de 2022
Anuncie Aqui
Rev. Vivaldo Melo

LILICA

Minha filha Beatriz, como toda criança, assim que começou a interagir mais ativamente com o mundo, manifestou o desejo de ganhar um animal de estimação. Pensamos em satisfazer-lhe o desejo, até por conta da orientação de psicólogos. Esses, acham essa...

dothCom Consultoria Digital2
6 JUN 2011 - 00h00min

Minha filha Beatriz, como toda criança, assim que começou a interagir mais ativamente com o mundo, manifestou o desejo de ganhar um animal de estimação. Pensamos em satisfazer-lhe o desejo, até por conta da orientação de psicólogos. Esses, acham essa relação saudável e necessária, por criar condições para o desenvolvimento da afetividade. Questões como perdas, por exemplo, são melhor absorvidas pelas crianças, a partir da relação com os animais.

Um grande dilema, entretanto, estabeleceu-se. Na época a incidência de leishmaniose no Estado de Mato Grosso do Sul era preocupante. Até a morte de pessoas foram registradas. Como os cães e gatos geralmente são os animais mais desejados pelas crianças, não queríamos adquirir um ou outro, por serem reservatórios da leishmaniose, transmitida por um mosquito vetor. A insistência de Beatriz, porém, em ter um animal de estimação, nos comovia.

Em meados de agosto de 2007, quando um grupo da Igreja foi desenvolver uma ação social na região do lixão, em Anastácio-MS, aconteceu algo inesperado. Vendo o carinho de Beatriz para com um pintinho, no quintal de uma residência, os donos lhe presentearam a ave. Os olhos de Beatriz brilharam de alegria e não poderíamos recusar o presente. Ela própria se encarregou de nomeá-lo. Lilica, foi o nome dado. Beatriz não aceitava que vissem a ave como do sexo masculino. Quando alguém usava o pronome "ele", de pronto ela corrigia, "Não é ele, é ela!". Na verdade nunca soubemos o sexo do bichinho, primeiro por não sermos especialistas e se fossemos, algo aconteceu antes do período em que as diferenças ficam mais evidentes.

Na verdade a Lilica, como resolvemos chamar, se apegou muito à todos de casa, especialmente a Beatriz. Começou a ficar difícil andar com tranqüilidade no comum vai-e-vem doméstico. A Lilica sempre seguia quem se movimentasse. Qualquer descuido poderia ser fatal. Assim, num momento de descuido, acabei pisoteando-a. Rosenir, minha esposa, pegou-a na mão. Lilica estava imóvel. Não esboçava nenhuma reação. Foi então que a Beatriz, em prantos, na inocência de seus 3 anos, pediu para que fizéssemos uma prece.

- Pede prá papai do céu sarar a Lilica!

Como a fé se desenvolve a partir de ações como essa atendemos ao seu pedido. E não é que a Lilica começou a mexer-se, novamente, enquanto Beatriz gritava de alegria? Se foi um toque divino ou uma simples coincidência, não sabemos. Mas, Lilica voltou a interagir conosco. Ao longo de uma tarde inteira ela nos perseguiu e brincou muito com a Beatriz. Não imaginávamos que suas horas estavam contadas. Ao final da tarde a percebemos um pouco triste. A noite, já não comia e nem bebia. Finalmente, no dia seguinte, amanheceu morta.

Nunca me vi dirigindo uma cerimônia fúnebre para animais. Beatriz, contudo, exigiu isto. E no quintal de casa, tendo ao fundo o choro de nossa filha, agradecemos a Deus pela vida da Lilica e pelas alegrias que ela nos trouxe. E como numa cerimônia comum, jogamos terra sobre o seu corpo. Não é preciso dizer que Beatriz exigiu um novo pintinho, ou melhor, uma nova Lilica. Compramos, imediatamente, uma de granja, que acabou fugindo. Justo no dia de sua fuga recebemos a visita de um policial amigo, Lourival Pinheiro, que foi abordado por Beatriz.

- Você não é policial, então procure a minha Lilica!

O apelo surgiu efeito. A segunda Lilica não foi encontrada. Mas, no dia seguinte, Lourival presenteou Beatriz com uma terceira Lilica. As duas experiências anteriores nos ensinaram a cuidar melhor desta última, que está viva. Depois da quarta semana, conforme indicam alguns manuais, pudemos perceber que pelo menos a última era realmente uma Lilica...

 

Veja também

Mais Lidas

1
Dois Irmãos do Buriti

Motociclista e passageira ficam gravemente feridos após colisão na BR-262

2
Aquidauana

Após o susto, salva-vidas arremessado por touro em Aquidauana diz que está bem

3
Policial

Adolescente de 16 anos morre após confessar assassinato e furtos

4
Aquidauana

Salva-vidas arremessado de touro está na enfermaria da Santa Casa

Informe Publicitário

Informe Publicitário

Sonho se torna realidade e família amplia Supermercado Vale Verde em Aquidauana

Previsão do Tempo

min23 max32

Aquidauana

Chuva
min23 max32

Anastácio

Chuva

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
1,74m
Miranda
1,36m
Paraguai
2,46m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Até...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

SORTILÉGIOS DA LITERATURA

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: VALE TUDO POR UM LIKE?

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Médicos

Cid Yukio Kuchida - Pediatria

Rua Manuel Antonio Paes de Barros, 1044 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-1621
Camping

Pousada Itajú - Estrada da Margem Esquerda

, - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 9986-1334 www.pousadaitaju.com.br
Óticas

Óptica View - Lentes de Contato

Rua Manoel Antônio Paes de Barros, 360 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-7460
Ver Mais
2
Entre em nosso grupo