06 de julho de 2022
Anuncie Aqui
Carlos Frederico

Por que Responsabilidade Social e Gestão Ambiental interessam à minha pequena empresa?

Carlos Frederico Corrêa da Costa*Consultor de Gestão e Marketing e-mail: cfccosta@terra.com.br Com a competição acirrada do mercado, nem só de qualidade nos produtos ou serviços sobrevive uma empresa. Para garantir a clientela, é preciso cada vez mais...

dothCom Consultoria Digital2
6 JUN 2011 - 00h00min

Carlos Frederico Corrêa da Costa*
Consultor de Gestão e Marketing
e-mail: cfccosta@terra.com.br

Com a competição acirrada do mercado, nem só de qualidade nos produtos ou serviços sobrevive uma empresa. Para garantir a clientela, é preciso cada vez mais agregar valor para diferenciá-los da concorrência.

Por isso, a Gestão da Qualidade deve envolver também duas áreas que, nos últimos anos, têm gerado ressonância no Brasil e no mundo: Responsabilidade Social e Gestão Ambiental. Muitas empresas, principalmente as grandes, já incorporaram esses valores. As pequenas e médias empresas não podem ficar à margem, porque também sofrem as mesmas pressões da comunidade e se submetem às mesmas regras e leis do mercado.

À primeira vista, parece exagero falar de Responsabilidade Social e Gestão Ambiental quando o assunto é garantir a eficiência de sua empresa, mas, não é bem assim.

Os investimentos da iniciativa privada em ações sociais têm crescido exponencialmente. As empresas estão descobrindo que ter atuação socialmente responsável com seus empregados, fornecedores, clientes e na comunidade onde estão instaladas proporciona a elas uma série de ganhos institucionais, promocionais e comerciais. As empresas fortalecem sua imagem, potencializam a marca e obtêm maior divulgação na mídia, reconhecimento público e apoio de empregados e parceiros.

Eficiência significa, além de gerar um produto ou serviço de qualidade, tomar medidas para que a empresa assegure o melhor para todos a sua volta, da moça do cafezinho ao cliente internacional.

Por meio da Responsabilidade social, as organizações se aproximam das comunidades e buscam excelência no exercício dessa prática sem perder seus lucros.

Muitas empresas brasileiras contribuem para o bem-estar da comunidade em que atuam, sejam elas micro, pequenas ou médias.

Responsabilidade Social não é uma questão de modismo nem é restrita às grandes empresas. Hoje em dia, a empresa ser responsável socialmente é tão importante quanto assegurar a qualidade, dispor de tecnologia e demonstrar capacidade de inovação, sendo esta regra válida mesmo para os pequenos empreendedores.

Os investimentos destinados às ações de Responsabilidade Social se revertem para a empresa de um modo pouco mensurável, mas fundamental: o fortalecimento da reputação corporativa e da marca, todos ganhando com isso: proprietário do negócio, funcionários, clientes, fornecedores e a sociedade em geral.

Na prática como se faz para uma empresa ter essa chamada Responsabilidade Sócia? Primeiro a empresa deve ser vista como uma rede de relacionamentos entre stakeholders associados ao negócio. Os stakeholders são indivíduos, grupos, organizações e instituições que afetam a existência e as operações da empresa, ou são afetados por ela.

Conhecer as expectativas dos stakeholders é essencial para sustentar o projeto de Responsabilidade Social a ser implementado na organização.

A empresa deve se comunicar com seu público por meio de cartas de compromissos, sendo transparente e relatando o que está fazendo. Deve também estabelecer internamente um código de ética para toda a equipe, com o objetivo de manter a confiança pública na reputação da empresa, além de evitar prejuízos financeiros.

Desse modo, a empresa está preparada para implementar um projeto de Responsabilidade Social que seja sério e duradouro.

A estrutura a ser criada e a responsabilidade de gerenciamento das questões ambientais da empresa vai depender do tamanho e do ramo de atividade. O ideal é dispor de um profissional com experiência no setor e que saiba equilibrar os interesses da empresa e as demandas ambientais. Ele deve cuidar das atividades que envolvam o planejamento do Sistema de Gestão Ambiental e realizar a interface com a empresa, os funcionários e os demais envolvidos no processo.

Referência Bibliográfica
COSTA, Carlos Frederico Corrêa da. Adaptador de KAKUTA, Gisele (Jornalista); ANTUNES, José Aurélio (Consultor). O que vem por aí. In: Como garantir a eficiência. Coleção Gestão Empresarial.  São Paulo: Edições IstoÉ/Banco do Brasil, 2006. p. 70-77.

*Carlos Frederico Corrêa da Costa é doutor em História Social , bacharel em Administração e Consultor Empresarial. Elaborou o projeto, implantou e coordenou o Curso de Bacharelado em Administração do Campus de Aquidauana/UFMS.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Sargento Altino passa mal e falece em Aquidauana

2
Anastácio

Velório de Sargento Altino começa às 13 horas em Anastácio

3
Policial

Justiça arquiva inquérito que investigava morte de militar em quartel de Aquidauana

4
Policial

Jovem é detido após empinar moto na frente de policiais em Aquidauana

Informe Publicitário

Informe Publicitário

Empresário une esportes e loja Black Fish tem Clube de Tiros Orsi em seus serviços

Previsão do Tempo

min21 max32

Aquidauana

Parcialmente nublado
min21 max32

Anastácio

Parcialmente nublado

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,00m
Miranda
2,06m
Paraguai
2,46m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Diante...

Raquel Anderson

Aquidauanês!

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

"6º ENCONTRO DAS RELÍQUIAS"

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Médicos

Fabiana Melo de Rezende - Ginecologista

Rua Manoel Antonio Paes de Barros, 844 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-8816
Camping

Camping Três Marias

, - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 9995-3725
Hospitais/Postos de Saúde

Posto de Saúde Dr. Cândido Pinheiro Filho

R. Duque de Caxias, s/nº Bairro: Alto - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-3704 / 324
Ver Mais
2
Entre em nosso grupo