EIS QUE CHEGOU...

19/10/2021 16:43:00


 

EIS QUE CHEGOU....

(...e já passou)

O dia 15 de outubro, famoso DIA DO PROFESSOR!

 Dia dos discursos baratos e repetitivos.

Dia das mesmices costumeiras e da falta do que falar, então usam (uns e outros aí) as palavras: crises, dificuldades...E agora, então COVID...

Sobrarão discursos bíblicos numa tentativa vã e inócua de convencer o eleitorado, uma vez que eleições se aproximam e 2022 estão na ponta do nariz... Ali, assim... Bem pertinho.

O que devia se fazer não se faz,(O RETROATIVO JÁ FOI PAGO?) e já que a crise é a palavra do momento e da moda, eis que as palavras, ou expressão “verba partidária” também se fazem presentes. Cada ESCOLA neste PAÍS foi equipada com o que há de mais moderno em tecnologia? Cada PROFESSOR ganhou um celular novo e potente para poder suprir as necessidades tecnológicas que até então surgiram com a pandemia?

As Escolas, durante a pandemia passaram por reformas?

Quanto se economizou com luz, água, merenda escolar, telefones?

 E o dinheiro economizado não foi pouco. É muito e muito mesmo de se fazer inveja a cada situação penúria, miséria e fome presentes no Brasil.

Nenhum administrador público perdeu nada e o maior exemplo é a mordomia que políticos têm e com a maior tranqüilidade dizem que passam por dificuldades...

Eis  alguns exemplos:

  1. Auxiliares e assessores;
  2. Passagens aéreas;
  3. Auxílio moradia;
  4. Modernidade nas tecnologias;
  5. Salários , salários e salários....-

Enfim um céu presente em cada espaço das câmaras, das assembléias e do senado... Brasil ainda é um País rico, sem comentar a famosa verba de publicidade. “ QUEM TEM SENSO NÃO PRECISA DE INCENSO” E o famoso orçamento secreto?

E quando se cogita um aumento salarial, imediatamente vem a palavra crise!

Não é o prato do dia? Aí o monstro aparece?

(Observação: o texto foi redigido antes do Dia Do Professor)

Maria de Lourdes Medeiros Bruno


Maria de Lourdes Medeiros Bruno - Maria de Lourdes Medeiros Bruno