É preciso saber

06/06/2011 00:00:00


A existência de seres espirituais, que a Sagrada Escritura chama anjos, é uma verdade de fé. Tanto no Antigo quanto no Novo Testamento, há várias menções a estes entes, que seriam intermediários entre Deus e os homens.

Sua Santidade: é um dos títulos atribuídos ao Papa, porém não significa santidade pessoal, mas a dignidade, a mais santa, neste mundo, de que o Papa se acha revestido.

Solideo: é o barrete clerical, sem gomos, para cobrir o alto da cabeça.

É usado pelo Papa, Cardeais, Bispos e Abades, em todas as celebrações.

O Papa usa a cor branca; os Cardeais, vermelho; os Bispos, roxo; e os Abades, preto.

Solideo significa: tirado sòmente para fazer reverência a Deus.

Leite e Mel: eram tidos como símbolo da abundância de dons espirituais recebidos no batismo.

Eram dados a beber aos neófitos, nos primeiros séculos quando, após o batismo, participavam pela primeira vez, da celebração eucarística.

Viático: é uma palavra de origem latina que significa provisão. Na Igreja Católica, viático é o nome que se dá à eucaristia, quando ela é levada para os enfêrmos.

Breviário: é também chamado Horas Canônicas ou Liturgia das Horas.

É um livro, composto de salmos, leituras, hinos e orações, para serem lidos em vários horários, pela manhã, à tarde e à noite.

Domingo de Ramos: Domingo que precede a celebração da Páscoa, assim chamado em virtude da bênção e da procissão dos ramos.

Há outros termos mais antigos: Dominica Hosanna; Pascha Flordum; Dominica in Capitilavio; dies competentium: Dominica in Palmis.

Os Óleos Santos são usados nos Sacramentos da Crisma, da Unção dos Enfermos, do Batismo e na Ordenação Sacerdotal, são extraídos de uma planta chamada "Oliveira", comum na Terra Santa.

Na quarta-feira santa celebramos o arrependimento de Maria Madalena merecendo, assim, por seu amor, o perdão de seus pecados.

Na Idade Média, as representações da Paixão de Cristo, eram realizados nos mosteiros e ao ar livre, como forma de ensinar a História de Cristo às pessoas que não sabiam ler.

A princípio o Sábado Santo era único dia em que se celebrava o batismo. Os Cristãos chamavam-no de sua Páscoa. Esse costume cessou quando o sacramento do batismo passou a ser administrado também em outros dias.

Oitavas: são os oitos dias posteriores com que a Igreja distingue certas grandes solenidades, como sendo a continuação das mesmas.

A celebração das oitavas data dos primeiros séculos. Sua origem se deve a um rito dos judeus celebrando a páscoa durante oito dias.

Azímo: é o pão, não fermentado, prescrito para a consagração das hóstias na Igreja Ocidental. O uso do pão azímo remonta à páscoa dos judeus.

O vinho utilizado para a consagração é fabricado a partir da uva. Também é denominado de Vinho Canônico ou Vinho de Missa.

Pentecostes: festa em comemoração à descida do Espírito Santo sobre os apóstolos, é celebrado solenemente desde o século II, e a Seqüência " Veni Sancte Spiritus" faz distinção na sua liturgia.

Vitor Maksoud
Médico CRM/MS 61
maksoud@brturbo.com.br

Referência: Agenda Bíblica 2008.


dothCom Consultoria Digital2 - Dr. Vitor Maksoud