X

Valdemir Gomes

Só...

Só...

Se fala em folia, carnaval...
Nos barracões, ensaios... “Enredo!”
Guardados a sete chaves, segredos..
Cada escola, preparando... “Material!”
Nos corredores, organização, ritual...
Na realidade, todo o País... “Pára!”
Durante o período, arestas... “Aparam!”
Tendo como maior objetivo... “Vitória!”
O samba enredo, contando, história...
Juntamente com o ritmo, corações... “Disparam!”


Na realidade, tudo ficando, parado...
Diria: “A vida em compasso... Espera!”
Para o caipira: “o País, uma grande, tapera...”
Oxalá, que no retorno, haja... “Cassados!”
Pois, Fake News mentiras, tem... “Espalhado!”
Infelizmente, alguns desinformados... “Acreditam!”
Esse total desrespeito, claro... “Irrita!”
Acaba comprometendo, desvirtuando... “Verdade!”
Chega de esparramar falácias, banalidades...
Nos lares, estão retornando... “Marmitas!”


Podemos comemorar novos rumos...
Estamos com calma, reorganizando... “Bagagem!”
Agora, apresentando projeto... “Mensagem!”
Propondo novos condimentos, insumos...
Disse nove dedos: “Calma, aos poucos... Arrumo!”
A gente sabe, acredita: “Tamo... Junto!”
O contribuinte, cidadão, não... “Presunto!”
Claro, têm muito trabalho a... “Feito!”
Mas, o principal voltou a acontecer, respeito...
Podemos afirmar: “Mudamos o repertório... Assunto!”


O povo resgatou a esperança, sorriso...
Nossas crianças, seus olhos... “Brilho!”
No popular: “Recolocamos o País nos trilhos...”
Ao futuro, propiciando o necessário... “Preciso!”
Poderemos transformar aqui... “Paraíso!”
Estamos resgatando do armário... “Projetos!”
Acabaram os tais improvisos... “Decretos!”
Agora, construindo uma nova... “Sociedade!”
Até por quê: “Não tem dono, verdade...”
O bravateiro, sempre culpando... “Desafetos!”

Poema: Valdemir Gomes dos Santos 12/02/2024.

Deixe a sua opinião

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo