X
Corumbá

Seis animais em situações de maus-tratos são resgatados pela PC

A operação "Abril Laranja" foi desenvolvida em parceria com a prefeitura

Divulgação

A operação “Abril Laranja” resgatou seis cães em situação de maus-tratos na última quarta-feira (17), em Corumbá. Realizada em parceria entre a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde/Gerência de Bem Estar Animal, e Polícia Civil, a ação, visando a prevenção contra a crueldade animal, ocorreu após denúncias anônimas sobre animais em situação de abandono e negligência em bairros da parte alta da cidade.

Com o apoio da Gerência do Bem Estar Animal, os policiais se dirigiram ao local indicado. No imóvel, um cachorro de grande porte era mantido em ambiente fechado e insalubre. O animal apresentava extrema magreza, apatia, falta de pelos e infestação por parasitas, em meio a fezes, entulhos e restos de animais. Na casa, também foi resgatado um filhote em condições igualmente precárias.

Os tutores admitiram ter deixado o cachorro preso enquanto viajavam, sem providenciar cuidados adequados durante a ausência. O homem responsável pelos maus-tratos foi conduzido à 1ª Delegacia de Polícia e será indiciado pelo crime.

Em outra ocorrência, uma casa fechada sem sinais de morador foi alvo de denúncias. Vizinhos informaram que o morador se mudou no início de março e não retornou. Os animais, segundo testemunhas, eram alimentados apenas uma vez por semana por uma pessoa que chegava num carro branco.

No total, seis animais foram resgatados e encaminhados à Ongs parceiras para receberem cuidados veterinários adequados. O indiciamento do homem responsável pelos maus-tratos destaca a importância de denunciar casos de crueldade animal. O nome "Abril Laranja" da operação se refere ao mês de prevenção contra a crueldade animal.

Crime previsto em lei federal

Gerente de Bem Estar Animal, da Secretaria Municipal de Saúde, Walkíria Arruda da Silva, explicou que a Gerência tem como diretrizes o combate aos maus-tratos e conscientização popular contra esse tipo de crime e a formalização de parcerias com instituições policiais para redução desse tipo de delito. “Maus tratos aos animais é crime previsto pela lei federal n° 14.064/2020. Por isso, precisamos do apoio da Polícia e estamos firmando essa parceria com a Polícia Civil. Tudo que chega para a Gerência de Bem Estar Animal e para a Polícia Civil , vamos desenvolver ações conjuntas”, disse.

Walkíria ressaltou que as ações também buscam orientar a população a identificar casos de maus-tratos a animais. “Muitas vezes as pessoas pensam que maus-tratos é só bater, mas é uma situação muito mais ampla, é uma questão de saúde pública. Por exemplo, se um tutor leva seu cachorro com leishmaniose no CCZ, fez o teste, esse animal está positivo. O tutor assina um termo que vai tratar o animal e não trata, isso é uma situação de maus-tratos. O animal tem uma doença e o tutor não procurar atendimento veterinário é maus-tratos. Deixar o animal preso é maus-tratos; deixar o cachorro para cuidar a casa, mas não tem água, não tem comida, é maus-tratos. Deixar o animal vulnerável na rua, onde está sujeito a ser atropelado, isso também é maus-tratos. Nós estamos trabalhando a parte educativa com as crianças, na conscientização delas, e, com os adultos para que entendam que maus-tratos é crime e vai ser penalizado”, completou a gerente.

Para denúncias de maus-tratos aos animais, a população pode ligar para o telefone 3234-7111.

A operação “Abril Laranja” reforça o compromisso das autoridades em garantir os direitos e a segurança dos animais, mostrando que a sociedade não tolera a crueldade contra eles e um lembrete de que a proteção e bem-estar dos animais são responsabilidades de todos.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Polícia

Idoso é vítima de estelionato em Anastácio

Vítima recebeu ligação de falso gerente de banco

Meio Ambiente

Sucuri de 2,5 metros é capturada no Centro de Corumbá

Equipe do Corpo de Bombeiros encaminhou cobra para área de mata

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo