X
Entrevistas

Jay sonha em viver da música e dar mais conforto aos pais

Apesar de ter apenas 23 anos, Jay possui uma longa história na música, começou a cantar aos 7 anos de idade e, desde então, se dedica à arte

Rafael Barbosa

Atualmente conhecido no meio artístico como Jay, Joel Ferreira Maciel é um jovem cantor que mora no Jardim Aeroporto com sua família e vem surpreendendo a população de Aquidauana com seu trabalho como artista de rua em praças da cidade.

Em uma entrevista ao O Pantaneiro, Jay compartilhou a história de como a arte de rua se tornou uma parte essencial de sua vida. Diante das dificuldades financeiras enfrentadas por sua família, o jovem artista começou a vender geladinhos e geladões enquanto cantava nas ruas da cidade.

“Eu canto desde os 7 anos de idade, comecei cantando na igreja, sempre estou participando de festivais. A arte de rua veio em um momento de vulnerabilidade, meu pai fazia diária, eu estava prestes a sair do serviço e as coisas estavam começando a ficar complicadas pra mim e eu tive que arrumar um jeito. Então eu fiz geladinho e geladão pra vender enquanto eu cantava. Depois de um tempo vi que não ia dar certo, porque tinha que parar a música pra vender o geladão e eu estava vendo que o dinheiro que eu conseguia com as contribuições das pessoas, por livre e espontânea vontade, estava sendo maior do que o lucro com o geladão, daí a partir disso continuei fazendo arte de rua”, destacou.

A caixa de som que Jay utilizava, apesar de ser sua fiel companheira, estava sujeita a constantes avarias devido às condições adversas enfrentadas nas ruas. Em sua bicicleta, transportava o equipamento para os locais de apresentação, sujeitando-o as chuvas e batidas. Após meses de luta, o artista decidiu organizar uma rifa para angariar fundos e adquirir uma nova caixa de som. Com a ajuda generosa da comunidade, que comprou rifas e fez doações, Jay conseguiu não apenas superar esse desafio, mas também elevar a qualidade de seu som, adquirindo uma caixa resistente a respingos.

Jay conseguiu a sonhada caixa de som - Arquivo

“ Então com essa caixa nova que a gente adquiriu, que não é uma conquista minha, é uma conquista de todo mundo que me ajudou. Eu vou ter mais qualidade de som, ela tem uma proteção também contra respingos, então ela é uma caixa muito boa. E foi com a ajuda das pessoas, comprando rifas. Comprando rifas, doando valores, me apoiando também, que o apoio é muito importante. Minha família também que me ajudou a completar o valor da rifa, que eu sou muito grato. Todo mundo que me ajudou sou extremamente grato”

Questionado, Jay fala qual seu maior sonho. “Tenho sonho de viver através da música, dar mais qualidade de vida para minha família. Quero muito dar uma vida melhor para minha família através do que eu faço, que é do que eu amo” finaliza.

Assista ao vídeo:

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Saúde

Brasil integra rede da OMS para monitoramento de coronavírus

Organização reúne 36 laboratórios de 21 países

Justiça

Defensoria encontra erro em inventário e garante restituição de R$ 11,3 mil

A assistida fez o pagamento do Imposto ITCD sobre um bem imóvel isento

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo